domingo, 11 de julho de 2010

#10: Sociedade Secreta: Rosa & Túmulo (Diana Peterfreund)

Postado por Luciana Mara às 20:05:00
Sinopse: Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas convidadas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa - e infame - do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida.

Comentários: Histórias cheias de mistérios, romances, festas e toda esta atmosfera que ronda as fases de colégio ou faculdade sempre me atraem, e com este livro não foi diferente. Leio histórias assim e penso: nossa, devia ter aproveitado mais a faculdade. Não vou ter história para contar para os meus filhos desta época!!!

Faltando mais ou menos um quarto do livro para ler, a luz acabou no meu bairro. Eram mais ou menos umas 19h. Sabe o que eu fiz? Acendi uma vela, fixei no parapeito da janela, arrastei uma cadeira e fiquei lendo a lá século XVIII. Isto comprova como a história é viciante.


Amy leva uma vida tranquila, dividindo seu tempo entre os estudos, sua amiga Lydia e Brandon, seu quase namorado. Estudante de Eli, Amy é redatora da Revista Literária. Por isto, já tem vaga garantida na Pena & Tinta, uma sociedade que lhe trará vários contatos para vida profissional. Mas tudo muda quando ela recebe um envelope com a sua convocação para a sociedade. Achando se tratar da Pena & Tinta, ou de um trote, Amy vai a entrevista, mas estranha o fato de todos membros serem homens. Até que descobre que não estava onde pensava e sim sendo convocada para a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta com mais prestígio de Eli, e que sim, estava pela primeira vez aceitando mulheres! (Devo ressaltar que adorei a entrevista e a iniciação na sociedade. Juro que senti inveja.)

Agora Amy, ou melhor, Bugaboo (nome que recebeu da Rosa & Túmulo) era uma Coveira. E justamente por aceitar coveirAs, violando a regra imposta desde a fundação da R&T de ser exclusiva para homens, esta turma sofre retaliação dos patriarcas da sociedade, correndo o risco de ter sua entrada na R&T anulada, sendo impedidos de entrar no mausoléu da sociedade e de sofrerem o risco de terem suas identidades reveladas aos demais estudantes da faculdade. Em meio a reuniões secretas, assuntos políticos e as ‘fantasias’ de conspiração dentro da R&T criadas por Amy ela e seus amigos coveiros tem que se unir e passar por cima dos preconceitos e desavenças para restabelecer a ordem e a permitir a continuidade da sociedade.

Quanto ao romance, tenho que admitir que o início torci para Amy-Malcolm (seu ‘irmão mais velho’ na sociedade), o que agora me parece um absurdo. Achei o George o máximo e fiquei com pena do Brandon.

Tenho que admitir também que no inicio fiquei um pouco confusa com a quantidade de nome de personagens. Tinha que decorar o nome verdadeiro e o nome na sociedade, uma vez que dentro do mausoléu era proibido dizer o nome real (por exemplo, Amy tinha que ser chamada lá dentro sempre de Bugaboo). 

E fiquei curiosíssima. Alguém sabe onde posso provar um ‘312’?


Informação adicional: Esta serie é composta por quatro livros. O próximo, Sob a rosa: Sociedade Secreta, já foi publicado no Brasil (e já está na minha estante). Rites of Spring (Break) está para sair em outubro deste ano e Tap&Gown no ano que vem.
PS.: Já li todos \o/, mas vou reler quando forem publicados em português.

Onde comprar: Americanas, Saraiva

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea