domingo, 8 de agosto de 2010

#16: Sempre ao seu lado (Rachel Gibson)

Postado por Luciana Mara às 19:24:00
Sinopse "Sempre ao seu lado" narra a história de Maddie Jones. A personagem volta à cidade onde nasceu, com pretexto de concluir seu livro, um thriller policial com todos os ingredientes de um bom suspense, duplo homicídio e traição, em uma trama envolvente. O que ninguém sabe é que os fatos são verídicos, e boa parte foi descrita no diário de sua mãe, assassinada junto com seu amante. Maddie Jones está determinada a descobrir o passado sórdido da cidade.

Comentários: Todo mundo sabe que eu adoro chick-lit. É FATO! E com isto, não era para ser diferente a minha opinião sobre este livro, a menos que eu tivesse tido algum prazer em ler. Sério. Eu acho que qualquer tradução da internet deve estar melhor que o conteúdo publicado neste livro. Digo, a história é bacana, mas a ortografia é de chorar. Ele foi publicado totalmente sem revisão, com vários erros de ortografia e de digitação. Até um macaco de olhos vendados teria feito um serviço menos porco. Acho um desrespeito com o leitor a editora publicar um livro nestas condições. Comecei a anotar os erros para mandar para a editora Jardim dos livros, mas desisti logo, porque caso contrário não conseguiria terminar o livro. Chega a incomodar, de verdade. Desabafei.

Então, tirando (tudo) isso e seguindo em frente, posso dizer que a história é legal.

Maddie Jones é uma escritora especializada em histórias de assassinatos em série. Após descobrir os diários da sua mãe, ela resolve escrever sobre seu assassinato e para isto, ela decide voltar para sua cidade natal com objetivo de ‘investigar’ mais sobre este trágico episódio.

Alice Jones, sua mãe, era a garçonete de um bar local. Papo vai, papo vem e ela acaba se apaixonado pelo dono do bar e tendo seu amor correspondido. Só tem um problema: é casado. Ele resolve abandonar a esposa e ficar com a garçonete, quando aparece a esposa e acaba com tudo. Literalmente. Ela mata Alice, o marido e se mata. Fim da história dos três e início da história de Maddie.

Então, em busca do passado, Maddie vai ao Mort’s, bar de Mick Hennessey, o filho da assassina de sua mãe. Ela definitivamente não estava preparada para o que encontrou: um tipão de cabelos negros e olhos azuis e quando ele abriu a boca... ela não teve coragem de dizer seu nome, de confessar quem era,  e optou por dar o pseudônimo usado em seus livros. Ela prometeu para si mesma que na próxima oportunidade esclareceria tudo, mas quando Mick foi a sua casa ajudá-la a exterminar os ratos que apareceram... Ela não resistiu, ficou perdida em seus beijos (y otras cositas más) e com um medo tremendo de contar a verdade.  O Mick faria quando descobrisse que, Maddie na verdade é a filha da mulher que arruinou sua família? E ela, conseguiria descobrir toda a história e publicar seu livro?

Só lendo. Odeio spoiler =D

Um detalhe importantíssimo. Este livro faz o estilo quente. Daqueles bem hot mesmo, a la Irmandade da Adaga Negra. Então, esteja preparada para lê-lo a menos de 90° no ônibus.

Mais um conselho: leia uma tradução na internet. Economize grana e paciência. 
Jardim dos Livros: outra porta fechada! =P
(pela história, não pelo livro)

3 comentários:

Dri disse...

Olá!

Eu estava um pouco com pé atrás para ler esse livro, pois achei a história mirabolante demais, sei lá...rs Mas já está nas minhas preferências na ordem das futuras leituras.

Beijos!

Dri disse...

Oie !

Então... li o livro. Gostei, mas a história não me conquistou. Adorei os personagens, mas esperava mas da história...

Beijos!

Luciana Mara disse...

Eu gostei, mas não sei se vou ler Sem clima para o Amor

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea