sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

#43: As Patricinhas (Zoey Dean)

Postado por Luciana Mara às 12:51:00
Sinopse: Megan Smith, recém-formada em Yale, tem grandes planos para sua carreira como jornalista, mas enormes dívidas: 75 mil dólares de empréstimos que precisou para pagar a faculdade. Ela aceita trabalhar num tabloide de quinta categoria, é demitida (não à toa, já que estava pouco se lixando em saber qual celebridade acabou de operar o nariz) e acaba recebendo uma proposta irrecusável. As gêmeas idênticas Rose e Sage Baker têm dezessete anos e são as herdeiras mais badaladas de Palm Beach, conhecidas por terem rios de dinheiro e uma queda pelos flashes dos paparazzi. A avó das gêmeas se oferece para pagar as dívidas de Megan se ela aceitar ser professora particular das meninas e conseguir fazer que entrem numa boa universidade. Mas as gêmeas não estão dispostas a abrir espaço nas suas agendas de patricinha para aprender álgebra. Megan logo percebe que para conquistar suas alunas, vai ter que aprender a diferenciar Pucci de Prada. E se assumir um personagem, talvez, quem sabe, pode conseguir ensinar alguma coisa para as meninas. Mas o que Megan jamais poderia imaginar é o que ela própria ia aprender com aquela lição. 

Pré-comentário: Meu Deus! Que sinopse ENORME!

Comentários: E como este livro brilhou! Brilhou tanto que nem deu tempo de fazer histórico no Skoob. Ele foi direto do ‘vou ler’ para o ‘lido’.
---------
Megan Smith, recém formada de Yale em letras (me lembrou a Rory Gilmore - estou na última temporada e já com saudades), aspirante a jornalista e devedora de 75 mil dólares em empréstimos estudantis, estava trabalhando em uma revista de fofoca.

Então, em uma das reuniões de pauta, Megan propôs para Debra, a chefona, um tema de reportagem com um pouco mais de conteúdo. Resultado: Megan foi demitida. Mas, no momento em que saía da revista, Debra lhe faz uma proposta. Ela propõe um emprego de professora particular em Palm Beach. Os detalhes do emprego seriam dados diretamente com a empregadora.

Megan não tinha como recusar. O apartamento que dividia com sua amiga Charma pegou fogo, Megan sempre teve uma invejinha da irmã e atriz em ascensão, Lily, e não queria receber sua ajuda, e além disso, ela não poderia morar com o namorado, James, uma vez que os pais dele eram contra esta relação. 

E ela não recusou! Quando caiu em si, Megan estava em um avião particular, com as iniciais LL espalhadas em todo lugar. Mas, afinal, quem era LL?

Então, Megan se lembrou da sugestão de Debra: ‘Leia a última Vanity Fair’.

Assim, ela descobriu. LL era Laurel Limoges, uma multimilionária. E a tarefa de Megan seria fazer com que suas netas, as gêmeas Rose e Sage, passassem na faculdade Duke. Ela seria bem remunerada, teria casa, comida, roupa lavada e as dívidas da faculdade pagas.

Mas como convencer as patricinhas a estudar? Simples! Laurel disse que não daria para as gêmeas os 84 milhões enquanto não passassem na faculdade.

Pronto! Acordo fechado, linda mansão, tudo perfeito. Isto se as garotas quisessem ter aulas. Elas alegavam que eram famosas e que conseguiriam contratos, não precisando do dinheiro da avó. E de cara, elas pregaram uma peça em Megan (que juro, se fosse comigo eu teria matado uma, ou as duas). E foi neste momento, que Megan conheceu Will, um vizinho um ano mais velho que ela e já formado na faculdade.

Os dias passavam e Megan não conseguia fazer com que as garotas estudassem. Então, com a ajuda do chef de cozinha e drag nas horas vagas, Marco, ‘sua fada maricas’ como ele gostava de ser chamado, ela descobre que só há um jeito de conquistá-las: Megan teria que ser uma delas. Marco era namorado do super badalado Mr. Keith, um cara disputadíssimo e que transformava qualquer mulher em uma diva.

Assim, Megan surge linda e poderosa em uma das festas dos ricos e famosos de Palm Beach e isto acarreta em um grande mal entendido. As garotas pesquisam sobre Megan e descobrem que há uma Megan Smith rica na Filadélfia e a confundem com a Megan-pobre. Ela não desfaz o mal-entendido, já que ele levou a uma aproximação das gêmeas.

Ela afirma que esta aproximação com as gêmeas e seus amigos seria apenas para que ela pudesse coletar material sobre uma entrevista bombástica relatando sobre a vida dos ricos e suas superficialidades. Mas o tempo passa e ela percebe que as gêmeas não são tão burras quanto aparentam e que se arrumar um  pouquinho com as peças certas e uma boa maquiagem levanta a moral de qualquer uma.

Entre banhos na piscina, saídas de iate, as garotas começam a estudar e Megan começa a se aproximar de Will.

Então, em uma festa, Megan aceita o convite de Will e quem aparece? James! Pelo menos Megan e James tinham combinado de continuar a farsa da Megan-rica, e não contar que eles eram namorados. Mas ela conseguiria enganar os dois?

Will ou James? Logo de início já sabia qual seria a minha escolha. 

E a mentira seria descoberta? Megan escreveria sua reportagem? Ela receberia seu dinheiro? As garotas passariam na faculdade? Estas são só algumas perguntas que só serão respondidas após a leitura.
---------
No início do livro, confesso que fiquei um pouco perdida, mas não eram problemas com a linguagem. O que aconteceu é que há muitas citações de lojas, marcas e programas americanos. Seria a mesma coisa de um gringo ler um livro de autor brasileiro com citações das novelas daqui. Mas logo esta enxurrada passa e a leitura fica tranquila.

Devo acrescentar que a capa é linda! Tem um brilho de esmalte cintilante. Apenas uma coisa me incomodou na capa: as duas irmãs são gêmeas idênticas e no livro fala que além da Rose ser completamente influenciada pela Sage, a única diferença é que uma usa cabelo ondulado (Rose) e a outra completamente liso. Agora, reparem: se a de rosa está de salto, ela não deveria ser mais alta que a de verde?
Meu Deus! Como fui detalhista! Ok, ok... Parei!

Este livro deu origem ao seriado Privileged, que foi cancelado na primeira temporada. Mas curiosa que eu sou, fui ver as sinopses dos episódios. Vi que há muitas diferenças, e que o final é não totalmente feliz como eu esperava, então, não vou assistir.

Este é mais um daqueles chick-lits gostosos e fáceis de ler, com uma pequena lição de moral. Só senti falta de um final mais detalhado, mas é sempre assim não é?! As autoras mostram os casais no final, mas deixam o resto do romance subentendido. A Kinsella é mestre nisso (característica que eu odeio!)

E por me divertir, me matar de vergonha e de rir, recomendo!

Ps.: Este livro faz parte da lista do desafio de férias, do Garota It (livros extras)!

22 comentários:

Rafaelle Vieira disse...

Oi Lu! Que livro divertido, super legal! Daria um filme e tanto! Sua resenha como sempre me deixa louca pelos livros. *_*
beijos!!

Rafa{ fascinada por histórias}

Kellen Baesso disse...

Lu, adoro suas resenhas!
E logo que li Yale também lembrei de Rory. Estou revendo a 5ª temporada! hehe
Quero ler.
Sempre quis ser sua vizinha para compartilhar livros! haha
Beijos

Racky disse...

Estou aqui morrendo de rir de você! Você acredita que eu nem tinha reparado direito na capa?? Se uma deveria ficar mais alta com salto etc...

Vício de Cultura disse...

Adorei o post, e quero muiot ler esse livro, já que amava a série!
Adorei o blogs e já estou seguindo, passa lá no meu depois! :)

Beijos,
William
www.viciodecultura.blogspot.com

Nanda disse...

Ei Lu,

Eu adorei este livro, ri demais com as confusões dela e gostei dos personagens. Mas o final é muito corrido ne, tbm não gosto disso.

bjoo

Lu disse...

ei Lu, eu tenho mó vontade de ler esse livro, mas estou sem tempo. =/

Adorei a resenha, quero conhecer as gêmeas, parecem ser bem divertidas, kkk.

Espero gostar. ^^


beijos.

Entre Fatos & Livros disse...

Ui!
Eu quero! Adoro livros assim!
Eu tb gostei da capa e, lendo sua resenha, super me interessei pelo conteúdo!

BjoO
pri
Entre Fatos e Livros

André disse...

Oie Lu, olha eu não gosto muito de "chick-lit's" mas se um dia voçe lançar um pode crer que eu irei ler em apnas um dia, ainda que tenha mil pajinas, voçe é uma otima escritora, adoro seu blog... De seu fiel leitor André. "Bjins" :)

Paulatictic disse...

Que ótima resenha! Amei! Eu não conhecia esse livro, mas agora fiquei super com vontade de elr!
beijos

- Lais Hayala disse...

Eiiita Lu detalhista HSUHAUSHAUSHAUS
Adorei a resenha,e agora adivinha? quero ler esse livro HSUHASHAUSHAHS
Beijinhos da Laaly

Evellyn disse...

Nossa!
vc se empolgou mesmo na resenha! É tão bom quando um loivro faz isso né,.. a gente quer comentar os minimos detalhes!!
Eu quer mt ler esse livro ainda mais depois que eu soube que ele originou a serie - que eu so vi o inicio e agora fiquei preocupada com o que vc faou do fim.... Mas mesmo assim parece super interessante a historia!
Bjs
♥ Evellyn - heyevellyn.blogspot.com

Caroline Juliane Bonifácio disse...

aaaaa Eu tenho tanta vontade de ler este livro hsuhsu'
Deve ser muito bom mesmo! Mais não sei, sempre broxo na hora de comprar :S haha'
Beijos
Carol {SobreUmLivro}

Amanda disse...

Adorei e resenha. O livro parece ser bem o estilo que gosto, então fiquei doida pra ler...ok, preciso de outra vida pra ler tudo que quero. Essa história de nomes de marcas, etc, me parece muito com o que passei lendo Becky Bloom, até me acostumar com todos os nomes uahauhauh.

Ah, sabia que conheci a história de algum lugar...cheguei a assistir alguns episódio de Privileged rsrsr


Beijos
Amanda
Vício em livros

openmindbook disse...

Nossa, adorei a resenha. Muito boa e detalhista. Quero ler o livro.

vanessa disse...

sinopse enorme mesmo '-' UAHSUAHS odeio quando a sinopse é enorme, tenho preguiça de ler, mas enfim UASHAUHSU adorei a resenha querida, fiquei com vontade de ler esse livro agora. adorei (:
Beijos, Vanessa.
PS: tem promoção rolando lá no blog!

plift disse...

iii!!!
Li esse livro... e gostei!
Realmente a capa é Linda!

Achei muito boa a sua comparação -->"Tem um brilho de esmalte cintilante." Concordo com vc!

Se a de rosa está de salto,ela deveria estar mais alta que a de verde!
se não...não seriam gêmeas idênticas!

*Eu nem tinha reparado isso!
*Tenho que afirmar: você foi muito detalhista!
=D
_____________________________________________
A sinopse já conta toda a história! =/
_____________________________________________

(fugindo do assunto do post)

Gostei do significado de TOC (transtorno obsessivo por compras)!
Vi agora!
hsuhsuhssuhs

:)))

Aline disse...

Adorei a resenha! O livro deve muito bom. Eu assistia série e gostava, fiquei curiosíssima!

ʆɛtíciɑ iɑucɦ รwiԲt disse...

Oi Lu!

HAHA, bota detalhista nisso, eu NUNCA ia reparar no salto da de rosa HUSAHUSHA
Tenho vontade de ler esse livro, parece ser muito legal. E nas férias, o que é melhor do que um bom chick-lit, né?!

Bjoos'
Lets

Luiza disse...

Tem um selinho pra vc no meu blog!
Dá uma olhadinha! :)
Beijoos
xD~

http://paixaolivros.blogspot.com/2011/01/novo-selinho.html

Karol Albuquerque disse...

Deu vontade de ler. E, convenhamos, um livro de menina não ia me fazer muito mal... rs

Carol disse...

Praticamente não leio chick lit, mas estou querendo mudar isso...
Esse parece uma boa pedida e deve dar para ler rapidinho.^^
Bjocas

@whosthanny disse...

Mais um que PRECISO ler! Já tinha ouvido falar do livro, mas sua resenha me conquistou de verdade *-*

xx thanny in wonderland
http://www.whosthanny.com/

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea