quinta-feira, 9 de junho de 2011

#64: Longe Demais (Jennifer Echols)

Postado por Luciana Mara às 22:15:00

Sinopse:  Tudo o que Meg sempre quis foi fugir. Fugir do colégio. Fugir da sua pacata cidade. Fugir de seus pais, que pareciam determinados a mantê-la presa em uma vida sem futuro. Mas, em uma noite louca envolvendo trilhos de ferrovia proibidos e desafiadores, ela vai longe demais... e quase não consegue voltar. John escolheu ficar. Para impor o cumprimento das leis. Para servir e proteger. Ele desdenha a rebeldia infantil e quer ensinar a Meg uma lição que ela não esquecerá tão cedo. Mas Meg o leva ao limite ao questionar tudo o que ele aprendeu na academia de polícia. E quando ele a pressiona para saber por que ela não se prende a nada, a resposta os levará a um caminho sem volta...

Comentários: E como avisado, talvez mais cedo do que eu esperava, mais um livro da Jennifer Echols: Longe Demais.
---------
Meg não era uma garota fácil. Quer dizer, não era fácil de lidar, era rebelde, porque fácil era sim. Pelo menos esta era a sua reputação na escola. Ela bebia, fumava e tinha Eric, um peguete com benefícios (vulgo sexo sem compromisso), que a acompanhava em suas loucuras.

Superado todos os problemas e agora que tinha oportunidade, Meg só tinha como objetivo aproveitar, curtir e viver inconsequentemente. 

Mas naquele momento, ela estava encrencada.

Junto de Eric, Tiffany e Brian, dois colegas da escola, Meg foi para próximo da ponte da cidade, a que passava o trem, para beber e dar um amassos. Foi então que, caindo na pilha de Eric, Meg e o outro casal vai para a parte central da ponte, para os trilhos. Dizia a lenda que um casal havia morrido lá, esmagados pelo trem, mas os quatro jovens desta história não se importavam com os riscos (apesar de Tiffany ser normalmente do grupo dos quietinhos da sala).

Foi quando Meg ouviu um barulho, mas como não sabia se era a bebida, resquícios da maconha ou simplesmente algo/alguém chegando, ela continuou dando uns pegas em Eric. Para ela o que importava era a adrenalina do momento.

Então, no meio dos amassos a polícia chegou. Além de menores de idade alcoolizados os adolescentes estavam em lugar proibido. Os garotos foram algemados e ouviram muito do policial que deu o flagrante. As meninas foram encaminhadas para a viatura. Logo em seguida, os quatro foram para a delegacia.

Mas só Meg ficou por lá. O pai de Eric era um poderoso advogado e o tirou da prisão rapidamente. Os pais de Brian e Tiffany fizeram o mesmo. Mas os pais de Meg, os donos de um restaurante da cidade, não apareceram. Seu pai já estava farto das confusões da filha, ele já tinha desistido dela. Mas o policial John After, aquele que os prendeu, não tinha desistido.

E enquanto esperava amanhecer e ser liberada, Meg dava aquela conferida no policial. Imaginou que ele tivesse 40 anos, fosse casado e tivesse 14 filhos. Sua mente ia longe...

Para tentar conter a rebeldia dos garotos e influenciá-los positivamente, o policial After e seus superiores bolaram um programa em que os adolescentes presos ficariam juntos de policiais, bombeiros e profissionais da área de saúde no turno da noite durante as semanas de férias da primavera. O único problema é que a viagem para Miami, a mini-fuga de Meg daquela cidade que ela odiava, seria cancelada.

E Meg foi a escolhida/sortuda que ficou sob o olhar atento do policial After. O cara que, através de Tiffany, ela descobriu ter 19 anos e ter feito uma matéria com ela no ano anterior o.O

Tudo seria só noites de sono (e uma viagem) perdidas se ela não começasse a sentir alguma coisa por After. O policial era sério, carrancudo e tinha obsessão pela ordem e pela ponte e não iria querer nada com uma garota encrenqueira e de cabelo azul, AZUL. O plano de vida do policial era ficar naquela cidade, zelando pela ordem para sempre, coisa que Meg não aceitaria e por isto achava que o máximo que eles podiam ter era um relacionamento casual.

Mas será que isto daria certo? Para saber os segredos desta dupla, se eles se acertaram e se Meg entrou nos eixos leia Longe Demais.
---------
Eu sempre simpatizo com os rebeldes, principalmente porque, em geral, eles são do gênero masculino. E confesso que me simpatizei com Meg, apesar do cabelo azul-Marimoon. No meio de tantas protagonistas sem graças, uma de personalidade forte conquista minha simpatia, mesmo que inicialmente não esteja claro o porquê de tanta maluquice.

O After é um fofo! Eu sempre digo que gosto dos caras maus, mas os bonzinhos também me conquistam (momento periguetagem). Mas o lance dele inicialmente parecer ter 40 anos e depois descobrir que ele estudou com a Meg no ano anterior e tem apenas 19 anos achei muito forçado. A parte dele mudar seus planos sobre o futuro também.

E de novo Echols, você não me pegou! Uma das reviravoltas eu saquei no início da história. Mas o finalzinho, finalzinho mesmo, eu achei uma graça! Você ganhou um pontinhos comigo, querida!

Esta é mais uma daquelas histórias que dariam um filme de sessão da tarde (com partes censuradas e que só seriam exibidas quando o filme passe na Tela Quente).

É uma leitura rápida e fluida. E eu gostei dos livros da autora, mas ainda não amei nenhum dos dois livros dela que eu li. Tão pouco sei falar qual mais gostei. Mas pensando nos detalhes, acho que por mais que a Zoey seja um pé-no-saco, e contrariando a maioria das pessoas, eu gostei (um pouquinho, pouquinho mesmo) mais de Como fui esquecer você.

Se você gosta de romances, recomendo!

E vai um recado: Se você tem um filho/sobrinho/conhecido altamente influenciável, não dê a eles livros da Jennifer Echols. Depois não diga que eu não avisei...

17 comentários:

Lu disse...

aii, eu gostei mais desse.
não gostei muito de nenhuma mocinha, achei uns porre, mas a história de Longe Demais me conquistou mais, kkk.
Estou doida para ler da Jennifer são os comédias românticas. ^^

beijos Lu.

@whosthanny disse...

Pelas resenhas, eu gostei mais de Longe Demais. Também acho estranho o garoto parecer ter 40 anos, isso não deve ser sexy! HAHAHAHA Esse seu alerta me fez pensar se sou influenciável, espero que não, né? #medo

xx thanny in wonderland

Kellen Baesso de Sousa disse...

Jamais vou poder deixar minha irmã ler, né? hahaha
Gostei muito da resenha e estou curiosa tanto com esse quanto pelo outro livro da Echols que escrevesse. Vamos ver se mato logo. hehe
Beijos

c8ris disse...

sincera mente ñ conheço nenhum livro dela mas ñ sou fa de romance ate parece legal mas ñ despertou meu interesse ^^

•*♥*• Sanzinha •*♥*• disse...

Gêmea, o "azul-Marimoon" foi ótimo! ahahaha

Ah,After! Tudo que eu queria é que o After fosse meu Now, meu Forever... huahuahau.
Gostei muito do livro, de verdade!
Embora eu tenha de concordar q só maiores de 21 anos deveriam ler...rs.

Beijocas!

Angélica Roz disse...

Oi Lu!! Amei a sua resenha!
Mas esse livro não me atrai... Não sei...
Bjss! Bom fim de semana!!

Nanda disse...

Ei Lu,

Todo mundo que eu vi resenha gostou mais deste rsrs, eu comprei ne, mas vou ler sabe-se lá Deus quando rsrs. Pelo jeito os dois livros não são tãoo legais quanto eu esperava, mas me simpatizei mais com esta protagonista.

bjoo

Julia G disse...

haha, gostei muito do post.
E eu adoro personagens rebeldes também, não sei porque o.Õ

Beijos

Miss Carbono disse...

Ah, quero ler! Achei a história muito interessante, faz tempo que tenho curiosidade sobre essa autora =D

valeu pela dica!

teh mais

Caline disse...

Oi Lu quero ler esse livro o mais rápido possivel e foi exatamente por ler que a Meg seria meio louquinho e o mocinho tentaria reabilitar ela que eu fiquei louquinha pra comprar e ler o mais rapido possivel.

Amei a resenha. Xerinho.

Nina Tavares disse...

Oi Lu!

Sabe que na adolescência eu tbm tive cabelo azul??? E verde também. Quase enlouqueci minha mãe, rsrsrs.
Vou querer ler só porque a mocinha é rebelde, me identifiquei.

B-jussss! ♥

Cíntia Mara disse...

Esse começo que você contou, de adolescentes bebendo em lugar proibido, polícia e tal, me lembra do início de Um amor para recordar (mais do filme que do livro) e só por causa dessa semelhança eu tenho vontade de ler. John parece ser bonzinho demais pro meu gosto, haha. O outro livro parece ser mais legal mesmo.

Bjos

Carissinha disse...

Eu estou com muita vontade de ler os livros da autora, mas sei que ainda vai demorar muito.Tenho muitos livros pra ler.

Juro que o nome after me incomodou. Cada vez que eu li me vinha o significado e eu não consigo levar a sério. Se fosse um sobrenome, como House, não me incomodaria tanto.

Beijos!!

Isa Pina disse...

Esse eu quero ler bem mais do que "Como fui esquecer você", apesar de achar que é bem mais clichê... Sei lá, acho que eu gosto desse tipo de livro.
E apesar de eu adorar o fato que a Meg tem cabelo azul (mas mesmo assim achar que quando ela ficar mais velha, irá se arrepender disto), eu não sei se conseguiria gostar do After... quero dizer, por mais que queira ler, tenho que concordar que saiu meio forçado essa história do cara (quase que garoto) ter apenas 19 anos!
Mesmo assim, a capa é muito linda e eu sei que irei acabar comprando... e não se preocupe, não deixarei minhas primas chegarem perto! ;P
Bjs :*
Isa Pina ~ Portal dos Livros

Entre Fatos & Livros disse...

Como a capa enganha, hein! Pela capa dos dois volumes é de se imaginar que a história seja um romance mais... inocente! rsrs

Eu qro ler, mas só para conferir com meus próprios olhos e tirar minhas conclusões. MAs já deixou o lugar no topo da minha lista de desejados.

BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Nataly Gonçalves disse...

Ah eu adoro mocinhas rebeldes sem causa, rs. Acho que dois livros da autora o que mais me chamou a atenção foi esse. E meio estranho um policial parecer ser mais velho e depois descobrir que só tinha 19 anos.
Ps: uma vez pintei o cabelo de verde por farra, coisas de adolescente, mais só fiquei 2 dias assim, depois voltei ao loiro, preto,etc, rs

ʆɛtíciɑ iɑucɦ รwiԲt disse...

Ei Lu!

Ah, não sei, parece ser tão clichê =/
Assim, a Meg até que parece ser bem legal (bem doidona, do jeito que eu gosto de personagens principais :D), mas a história em si parece básica, sem nada que tenha atraído minha atenção...
E essa do After ter 40 e depois 19 pegou MUITO mal HUSUHAHSUA Me fez imaginar um adolescente com cara de velho o.O

Bjoos'
Lets

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea