quarta-feira, 26 de outubro de 2011

#83: Quarto (Emma Donoghue)

Postado por Luciana Mara às 11:26:00

Informações:
Título: Quarto
Autora: Emma Donoghue
Editora: Verus
Número de páginas: 350

Comentários: Hoje é o primeiro dia (oficial) do Clube das Chocólatras. Muita comida, discussão, comida, fofocas, comida e livros nos esperam. 

Como disse AQUI, li o Quarto escolhido pela Sandra. 
---------
Jack acabou de completar 5 anos. Cinco, seu número preferido entre todos os números que existem. E nestes cinco anos, o único lugar que aquele garoto esperto conhecia era o Quarto, onde morava com a Mãe.

O Quarto era seu mundo. Foi onde Jack nasceu, fazia as refeições, dormia, brincava, onde aprendeu a ler e onde tomava um pouco do seio esquerdo da mãe, porque era o mais cremoso. 

O único contato com o Lá Fora era através da Televisão, mas para Jack nada do que passava lá era real. O real era o Quarto. Foi isso que a Mãe disse e foi assim que educou o garoto, porque a realidade era muito cruel. 

A realidade é que a Mãe foi raptada pelo Velho Nick quando ela tinha 19 anos e ficou presa dentro daquele cômodo isolado, com apenas uma clarabóia. Ela viveu dois anos sozinha, até que engravidou de Jack. 

O velho asqueroso raptou aquela jovem universitária para satisfazer seus desejos mais nojentos. E era por isto que Jack tinha que dormir dentro do Guarda-Roupa, para que o Velho Nick não se aproximasse dele. Bastava o velho ir embora, para a Mãe colocá-lo com ela na Cama e ficar em 'paz' até a noite, quando novamente o velho dava as caras.

Mas até antes de completar 5 anos, Jack não sabia disso porque não estava preparado. Introduzindo pouco a pouco a realidade na vida do menino, a Mãe bolou um plano de fuga. Jack era sua vida, era seu bem mais precioso, mas ela sabia que não podiam mais viver ali. Ela precisava arriscar. E com a ajuda daquele esperto garoto ela colocou o plano em prática. 

Qual foi o plano? E no mundo Lá Fora, Jack se adaptaria? Saiba lendo o Quarto.
---------
O maior choque foi perceber que um livro com uma temática tão pesada (sequestro, abuso sexual) poderia ser leve, simples. E isto é um grande mérito de Jack e sua criadora, claro, já que a história é contada por ele, sob sua perspectiva infantil. 

A única explicação que encontro é que a Emma (autora) encarnou um menino de cinco anos para escrever o livro. Os erros gramaticais, as divagações, os questionamentos sobre aquele novo mundo e sobre tudo que estava acontecendo com ele são contados realmente como se fossem de uma criança. Chega a ser chocante de tão real. E é impossível não simpatizar com aquele garoto cheio de dúvidas e manias (como contar e recontar os dentes, sempre tendo que totalizar 20). 

O Quarto é tão o mundo de Jack que ele personifica os objetos, porque são as únicas outras coisas que ele tem contato. Ele senta diante da Mesa e come com a Colher Derretida. Ele brinca com a Mãe no Tapete e faz educação física ao redor da Cama. Para ele, só existe uma Mesa, uma Colher Derretida, um Tapete e uma Cama, porque o que existe é só aquele mundo entre as quatro paredes do Quarto.

Além disso, não tem como não se sensibilizar com a Mãe que aguentou aquele porco nojento por tanto tempo (como se ela tivesse escolha) e admirá-la pela criação do garoto. Criar um mundo para ele foi fantástico! 

O livro é dividido em cinco partes (como o número preferido de Jack): Presentes, Desmentidos, Morrer, Depois e Viver e os títulos são todos bem intuitivos. Li bem rapidinho, porque queria muito saber o que iria acontecer com aquele garoto que tanto me afeiçoei.

Então, a pergunta é: Se eu gostei tanto, se tudo é lindo e maravilhoso, porque não 5 estrelas? A resposta é simples! Eu esperava algum choque no final. Alguma surpresa, reviravolta, acontecimento inesperado. É claro que eu desejava um final feliz, mas senti que faltou alguma coisa. SPOILER à frente: eu também gostaria de ler mais sobre a rotina de mãe e filho após a fuga e internação no hospital. Mesmo a quase morte da mãe não satisfez minha esperança de ter uma grande surpresa. Pronto!

Restam dúvidas de que recomendo?



Agora quero ver como será a leitura de Identidade Roubada, história com mesma temática (rapto, abuso), mas contada pela mulher. Acho melhor preparar o estômago.

27 comentários:

Sanzinha disse...

Gêmea, eu não tinha ideia de que fosse tão legal assim.
Não me lembro de ter lido alguma resenha sobre esse livro antes da sua. Gostei da maneira como vc falou sobre o mundo de Jack e me deu vontade de ler tb. Não é uma prioridade, mas quero ler algum dia, sim.

Identidade Roubada eu achei bem forte, mas é um ótimo livro.

Beijos!

Julia G disse...

Ai, como eu sou triste! Não consigo resistir a ler os spoilers ¬¬
Mesmo assim, estou ficando curiosa para ler esse livro, que até pouco tempo não sei direito se me chamava mesmo a atenção.

Beijinhos

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Eu gosto de livros assim, mas quase não os leio, porque preciso estar preparada psicologicamente.
Sabe o que é pior? Saber que essa história poderia muito bem ser real. Que existem monstros capazes de manter alguém em cativeiro por décadas.

Ops... Sair correndo pra não ler o spoiler. O ruim de ler as coisas no notepad é que não dá pra ver a formatação, haha.

Bjs e até mais tarde

kellenbaesso disse...

Eu sou muito afetada pelo que leio, meu humor ficaria péssimo lendo sobre essa temática, mas como dissesse que é leve porque é contada por uma criança, deve ser mais fácil absorver.
Desde que foi lançado eu tenho uma curiosidade imensa sobre o  livro, ainda quero muito ler. Mas sabe como é, né? A fila é enorme e procuro ficar no #GABApride. hehe
Beijos

nandaassisbh disse...

Lu,

Faltou dizer o principal!!! Chorou litros??? Como assim vc não conta isto na resenha ?? rsrs

Ah eu amei, para mim foi 5 porque não tinha 6. Eu não esperava surpresa ou reviravolta, esperava apenas que eles conseguissem um recomeço. :)

bjos
Nanda

Luciana Mara disse...

É verdade...
Sei que dá vontade de matar estes monstros.

Bom que com meu SPOILER em letras maiúsculas dá para você fugir.

Luciana Mara disse...

Não contei porque não caiu nenhuma lágrima, acredita?
Que horas você chorou? (Vou te perguntar isso no clube =P)

Eu sempre espero reviravoltas, tragédias e coisa e tal.
Acho que o ápice do livro foi o meio, depois ficou linear, sem surpresas. Acho que por isto tirei aquela estrelinha ;)

Luciana Mara disse...

É ótimo para sair deste tipo de livro que estamos acostumadas YA e sobrenatural.

Quando o #GABAfail bater na porta, compre o Quarto ;)

Luciana Mara disse...

Os últimos 4 livros que li eram sofridos. Quis um feliz para sair da deprê.

Acho que só por isto não peguei ainda Identidade Roubada.

Leia Quarto! Vc vai gostar ;)

Luciana Mara disse...

E olha que eu coloco em branco para não ler, hein?! kkk

alininha_lima disse...

Estou  super ansiosa para ler esse livro, todo mundo fala dele...
E agora a sua resenha me deixou ainda mais curiosa!Adorei!

Vc chorou?? Todo mundo que leu me fala que dá para chorar bem...rsrs
Bjs

Nataly Gonçalves disse...

Ah Identidade Roubada vc vai ter um final surpreendente. Não li seu spoiler pq eu quero muito ler esse livro, apesar de ser algo triste e que a gente sabe que está mais próximo de nós do que a gente imagina.

Beijinhos

Adriana Goettems disse...

Oi Lu! Nossa, me deixou com vontade de ler :) A única coisa que não sei se vou gostar é essa história do livro ser narrado com os erros que uma criança comete ao falar...

Li essa semana  Identidade Roubada e AMEI, acho que é mais forte que esse e coooom certeza vc vai satisfazer sua fome de surpresas e reviravoltas no final =PBeijosAdriana - Mundo da Leitura

Luciana Mara disse...

Adriana,
São erros do tipo 'trazeu', mas são poucos.
O Jack é muito esperto e acho que este não deve ser um empecilho para a leitura.

Opa!!! 
Animei a ler agora ;)

Luciana Mara disse...

Acho que preciso ler Identidade Roubada para ontem...

Luciana Mara disse...

Eu não chorei.
Nenhuma lágrima caiu.
Será que sou insensível? o.O

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Ah, eu ia perguntar sobre esses erros, mas acabei esquecendo. "Trazeu" dá pra saber que foi de propósito, o ruim seria se fossem do tipo "ancioso", que deixariam na dúvida.

Ana Alves disse...

OI!!
Adorei a sua resenha.
Eu li amei o livro achei, sombrio e doce ao mesmo tempo....sombrio pela situação mas doce pela ingenuidade do Jack e o amor da mãe por ele..lindo!!!
bjs

Miriam disse...

Lu, um livro igualmente perturbador é o Menina Morta Viva. Esse sim tem que ter estômago.
Fiquei intrigada com a narrativa sob a perspectiva de um menininho de 5 anos! 

Bedjos!

Letícia Iauch disse...

Ei Lu!

Caramba, que história interessante :O Fiquei realmente sensibilizada pela história da Mãe que cria o filho num Quarto, e que essa Mãe é abusada e suporta tudo por tanto tempo...nossa, sem comentários!
E ainda por cima, a história contada pelo menininho de 5 anos deve mesmo ser muito interessante. 
Confesso que pelo nome e pela capa, jamais leria o livro. Mas com sua resenha, realmente fiquei empolgada Lu!

Bjoos'
Lets

Caline disse...

Oi Lu esse tipo de enrendo é sempre muito tenso, pesado e doloroso. Sempre tive vontade de ler algum livro com essa temática mas não sei se estarei preparada para tanto absurdo principalmente sabendo que coisas assim acontecem na vida real.

Saber que o livro tem uma linguagem um pouco mais leve por ser narrado por uma criança, me deixa um pouco mais estimulada a ler.

Xero.
Caline

carissavieira disse...

Eu estou louca para ler este livro. Toda resenha que leio me deixa com mais vontade. Parece ser fantástico.

Beijos!

Bruna M. Silva disse...

OI Lu.... hmmm adorei a resenha, estou com o livro ali já faz um bom tempo, e queria que meu tempo fosse maior para as leituras, cada vez pior hahah

Beijooos

Cacá SS disse...

Oi Lu,
Parece ser um livro muito bom, é o que todo mundo diz, mas não estou no momento para livro assim não. Não ia suportar de tanta peninha do Jack e da mãe dele...
Beijos

Sandracarol2003 disse...

Oiee Lu...
ficoou linda a resenha.... Eu adorei quarto, e quase morri qdo ele deu um beijo de despedida  no direito e dois no esquerdo, pq o esquerdo sempre foi mais cremoso.... Adorei seu blog tb... Parabéns!!!!!! bjooooookas

Vanessa disse...

Hey (:
Eu não tenho vontade de ler esse livro, sei lá, não me chamou atenção. Mas adorei a sua resenha e você deu quatro estrelinhas, então acho que vou pensar novamente e ver se dou uma chance e acabo lendo o livro. Ótima resenha (:

Beijos, Vanessa.This Adorable Thing.

Monica Carneiro disse...

Oi Luciana, vi referencia de sua resenha no blog da Nanda e vim conferir, adorei!
Também li este livros e me emocionei muito. Como pode um tema tão forte ter uma narrativa tão simples e meiga!
Prazer, bju

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea