sábado, 7 de janeiro de 2012

#88: Como (quase) namorei Robert Pattinson (Carol Sabar)

Postado por Luciana Mara às 10:57:00


Informações:
Título: Como (quase) namorei Robert Pattinson
Autora: Carol Sabar
Editora: Jangada
Número de páginas: 464

Comentários: Sim, eu era uma crepuscólica! Li Crepúsculo assim que pude comprar (era universitária na época, o que explica tudo) e fui fisgada pela história. Li Lua Nova e Eclipse em e-book e fiquei roendo as unhas enquanto esperava o pessoal do Orkut traduzir Amanhecer. 

Emocionei, chorei, sofri e me apaixonei (o Léo sabe disso, ninguém precisa fazer fofoca, ok?!). Fui team Edward, team Jacob, mas nem nos meus momentos mais loucos, cheguei ao dedinho mindinho do pé da Duda...
---------
Eduarda Maria Carraro, mais conhecida como Duda, tem 19 anos, é morena, mignon, estudante de jornalismo, mais bonita do que imagina ser e mora no Rio. Entretanto, sua principal característica é ser APAIXONADA pela saga Crepúsculo e principalmente pelo Robert Pattinson, o sonho de 11 em cada 10 fãs da série.

Contrariando sua irmã linda, cheia de curvas e loura, Suzana, sua prima, melhor amiga e delicada Lisa, e a CDF doidinha da turma, a Margô, Duda não queria saber de badalação. Ela só desejava ficar em casa, desfrutando mais uma vez da companhia daqueles personagens que ela tanto ama. 

Mas desta vez, elas ameaçaram a garota, ou melhor, os livros dela e ela acabou cedendo. Duda ia à festa de final do período da faculdade! Era inadmissível não comparecer ao evento já que ele seria o último das garotas no Brasil. As quatro passariam os próximos seis meses em Nova York estudando inglês (o que seria a grande oportunidade de Duda encontrar seu tão amado galã). Alguns exercícios maxilares foram feitos na festa, o que deu pano para manga para a viagem.

E por falar em viagem... Finalmente elas chegaram à cidade que nunca dorme. Duda se sentia perdida, principalmente pelo fato de não saber nada do idioma, mas ela tinha companhia. A garota tímida tinha levado os quatro livros da série você-sabe-qual escondido na mala. O que ela não esperava era que fosse conhecer na escola Pablo Rodríguez, um espanhol charmosíssimo que estava na sua turma de inglês básico e, que logo fosse crescendo uma forte amizade entre eles.

Só amizade mesmo, porque Duda ficou LOUCA quando encontrou seu vizinho e dono do apartamento que ela e as outras garotas estavam alugando, Miguel Defilippo. Estabanada como ela só, suas pernas não resistiram quando ela o viu. Ele era a cara do Robert Pattinson!!! Igualzinho mesmo e ainda falava português! Ele era brasileiro e estava se formando em jornalismo. Era lindo, simpático, rico, apaixonante e muito, muitooo misterioso. Ele aparecia e desaparecia do nada. Ele parecia estar atraído pela garota, mas pelo seu comportamento, parecia ter um segredo.

Como a garota se viraria num outro país? Duda superaria sua obsessão por Crepúsculo? Seu lance com Pablo era mesmo só amizade? E Rob... ops... Miguel? Qual seu segredo? Descubra lendo Como (quase) namorei Robert Pattinson.
---------
Sabe aqueles livros que pegam carona no sucesso de best-sellers (tipo esse e esse)? Então, Como (quase) namorei Robert Pattinson poderia ter sido um deles.

Poderia, mas a autora soube usar a obsessão da Duda como um plano de fundo para criar uma história nova. Claro que como leitora da série, eu consegui enxergar algumas associações entre as duas histórias, mas tudo foi inserido de forma tão natural que foi impossível não se envolver e torcer para tudo dar certo no final.

As discussões entre Duda e Suzana são ótimas, típicas de irmãs mesmo. A amizade das quatro garotas também é bem abordada  e as pegações delas também. E o que dizer do fofo Pablo e do sexy Miguel? Para responder a esta pergunta, queria apenas que a Duda fosse uma coisa: bígama.

O livro é um tijolo de grosso, mas é super levinho. Ao contrário das inúmeras queixas de livros nacionais que tenho lido por aí, este está muito bem revisado. A capa é fofa e as listas, bilhetes, recados no Orkut e tweets foram muito bem encaixados.

Minha única queixa e o motivo de eu ter tirado 1 estrelinha é a Duda. Durante todo o livro eu tentei imaginar qual era a idade ideal para a protagonista. Ela tem 19 anos, mas cabeça de 15. Mesmo sentindo um certo crescimento no decorrer da história, eu diria que ela tem no máximo 16 anos. Ela é LOUCA! Totalmente sem noção! Ela imaginava cada situação que a mente fértil da minha mãe ficaria com inveja*.  Eu também não aceitei muito bem o fato de que os pais dela eram correspondentes internacionais, ela ser bem de vida, mas não sacar nada de inglês. Isto ficou meio confuso na minha cabeça, mas admito que se ela dominasse a língua várias passagens do livro não se encaixariam.

Brigas, retornos, ação, reviravoltas, descobertas, frustração. O livro tem de tudo um pouco. Tem até Robert Pattinson!!!

Ah... E não precisa ser fã de Crepúsculo ou conhecer a história para curtir o livro. Entretanto, acho que aqueles já familiarizados com a história o aproveitarão mais.

E sem mais detalhes para não estragar as surpresas. 
Dúvidas de que recomendo?
*Certa vez, fui com amigas para o Pop Rock e meus pais viajaram para o interior. No dia seguinte, minha mãe me ligou no celular e eu não atendi. Eu estava na casa de uma das minhas amigas tomando café. Como não atendi as várias chamadas que minha mãe fez ,porque o celular estava no quarto enquanto eu estava na copa, ela imaginou mil coisas. Achou que eu tinha ido para o centro da cidade pegar um ônibus de volta para casa, no caminho tinham me assaltado e roubado o celular. Isto porque eu estava APENAS tomando café. Isto é fichinha perto das viagens da Duda. #ficaadica

35 comentários:

Elisa Braga disse...

Olha! Tem uma Lisa no livro! Vou comprar. Brincadeira, mas a história parece bacana, pode se que acabe lendo um dia mesmo.

Agora sobre a menina ter 19 anos e ter cabaça de 15, eu não posso falar nada. Sou a prova viva de gente que fica pior depois de burra velha, hahaha!

Luciana Mara disse...

Agora fiquei apreensiva! Você já leu algum livro com personagem com o meu nome? o.O

huahuahua...
Será???

Rafaelle Vieira disse...

Oi Lu! É a primeira vez vejo esse livro, também sou apaixonada pela saga Crepúsculo e pelo Robert Pattinson.  Fiquei com muita vontade de ler esse livro e já entrou para minha lista de compras.
 beijos.

Rafa{Fascinada por Histórias}

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Esse livro nunca me chamou muita atenção. Sei lá, o título me pareceu tão... oportunista. É daqueles que talvez, se algum dia eu ganhar ou não tiver mais nada pra ler e alguém me oferecer emprestado. Sem contar que ando meio cansada de YA.

Bjs

PS: Mães sempre pensam no pior cenário possível.

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Eu tinha um projeto de livro com uma protagonista chamada Luciana. Foi cancelado por tempo indeterminado.

Charlene Santos disse...

Necessito mais que urgente desse livro, já que a minha saga para ganhá-lo no Natal não foi bem sucedida.

Aline M. Gomes disse...

"Luciana Saudade" de Carlos Heitor Cony. É beeeem antigo!!!

Aline M. Gomes disse...

Pra falar a verdade só me chamou a atenção o fato da menina vir pra NY pq vou te contar, mesmo tendo noção da língua a gente se mete em cada enrascada imagina sem saber...

carissavieira disse...

É a segunda resenha que li do livro e, mais uma vez, super positiva. Adoro chick-lit e gosto da ideia desse livro. 

Adorei a resenha.

beijos!

Felipe Fagundes disse...

Você deixou um link para um livro que tentou embarcar no sucesso de outro e eu me interessei Hahahah

Ah, sim. O livro da resenha. Falam super bem desse livro, mas eu fico confuso demais com protagonistas que agem como adolescentes quando não são mais adolescentes! Tô que nem a Cíntia, enjoado de YAs --'

PS: A Elisa me disse que em "Minha Vida Fora de Série" tem um Felipe Fagundes! Rá!

thanny disse...

Nunca me interessei por esse livro pelo fato de achar que ele estava pegando carona com o sucesso de Crepúsculo, mas depois de tudo que você falou (nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele ainda), o livro parece ser bem divertido. Eu já fui viciada em Twilight e também ansiava pela tradução na comunidade do orkut, também já fui apaixonada pelo Robert Pattinson e já conheci um cara muito parecido com ele... então por que não, né? Eu tenho 21 e idade mental de 15 kkkk vamos ver se me identifico.

Beijos,
whosthanny.com

nandaassisbh disse...

Ei Lu,

Ah nemmm, só vc para me fazer interessar por livros que eu não tinha a menor vontade de ler.
Para mim Crepúsculo já deu, eu tbm li na época que lançou e amei. Mas depois vieram séries que gostei bem mais. 
Estou meio cansada do tema, mas fiquei super curiosa para saber o que vai acontecer, tbm estranhei de ela não falar inglês depois do que vc comentou sobre os pais dela.

bjos

Bruninha disse...

Adorei o post, já li a saga Crepusculo mais vezes do que que eu gostaria de admitir, e a minha mãe e fã declarada da série, vou indicar pra ela!

Até

Adriana Goettems disse...

Oi Lu!
Nossa, só vejo elogios a este livro e depois dessa resenha ótima (e hilária, como sempre),  minha vontade de ler está mais em alta do que nunca!!!
Já tenho o livro aqui em casa e espero poder pegá-lo logo... Sabe como é né, sempre tem aquela fila básica!!!

Adorei a capa e a proposta do livro, acho mesmo que vou gostar!

Beijos
Adriana - Mundo da Leitura

Luciara disse...

oi Lu,

adorei sua resenha, achei mega divertida e fiquei super curiosa para ler esse livro. Parece ser muito legal e divertido.
Vou ter que ler, rsrsrs.
beijos.

Luciana Mara disse...

\o/
Agora vou esperar para ler a sua resenha!
Espero que goste tanto quanto eu.

Bjins

Luciana Mara disse...

Se depender de não ter nada para ler, posso afirmar que você não lerá este livro nunca!

bjins

ps.: SEMPRE!

Luciana Mara disse...

o.O o do Código Da Vinci???

Eu gosto de YAs, não adianta.
Eu queria ler menos sobrenatural =/

Ps.: Inveja!!!

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Ah, que é isso! Minha pilha só tem 109 (sem contar os que estão pra chegar). Quase nada, daqui a pouco termino. Já terminei 4 este ano e estou com dois pela meta. Se continuar neste ritmo, serão uns 183 livros no ano #vaisonhando.

Luciana Mara disse...

Agora fiquei com vontade de ler só por causa do meu nome o.O

Luciana Mara disse...

Ahhh...  Não pode cancelar! Já não tem Lucianas no mundo literário...

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

hahahahah E quando a ideia foge, como faz? Nem lembro mais onde tá esse arquivo :/

Luciana Mara disse...

o.O

Inveja viu! Li nada nas férias. Minha meta vai continuar sendo um por semana.

No final do ano vamos ver quantos você leu...

Samuel disse...

Adorei a resenha Luciana. Não estou morrendo de vontade de ler esse livro, mas tenho certa curiosidade. Deve ser muito engraçado. Todas as resenhas que li sobre ele são bem positivas e tals, mas sei lá, acho que não faz muito meu gênero. Talvez eu goste, sei lá. É ler pra crer. haha

Abraços,
http://obcecadosporlivros.blogspot.com.

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

A minha é 65, o que daria um a cada 5 ou 6 dias. Só que já li dois da The 39 Clues (que são super rápidos), meu livro do DL (que eu amei), Em Chamas (impossível largar) e agora tô terminando Todo Garoto Tem e o sexto da 39. As escolhas colaboraram.

Letícia Iauch disse...

Ei Lu!

Achei a capa divertida. Mas, pela sinopse, eu jamais compraria. Porque realmente parece ser bem bobinho e infantil.
Mas com sua resenha, ele tem chance na minha lista. Quem sabe.
O fato de ter bastante páginas também colabora, porque significa que história TEM. 
Odeio personagem principal imatura, me dá nervosismo kkkkkkkk Mas, no fim das contas, parece ser um livro leve e legal pra ler (:

Tati Santos disse...

Eu também li "Luciana Saudade" quando tinha uns 15 anos, e  adorei! Mas é bem Anos 80! :)

Cacá SS disse...

Oi Lu,  
Confesso que a primeira vez que ouvi falar desse livro eu fiquei um pouco de nariz torcido e imaginei ser um desses casos de pegar carona em best-seller. Mas conforme fui vendo os comentários por aí, o preconceito foi passando e eu até que fiquei vontade de ler o livro. E eu levei um susto quando vi o tamanho dele, imaginava que seria fininho, rss  
Beijos

Luciana Mara disse...

Você só pegou livro que não conseguiu largar. Assim alcança a meta fácil, fácil...

Luciana Mara disse...

Eu também o imaginava fininho.
Quando vi na livraria que ele era um tijolo, não resisti! *.*

Luciana Mara disse...

E ela é bem imatura Lets!
As vezes parecia que tinha 12 anos. Era uma paixão e uma maluquice sem tamanho. Mas é divertido!

Luciana Mara disse...

Nem subornando o namorado?

Luciana Mara disse...

A sorte dela é que arrumou um amigo espanhol no curso de inglês, senão aí sim estaria ferrada...rs

kellenbaesso disse...

Ah, parece bom. Confesso que como a Cíntia, já estou meio saturada de YA, mas quero ler. Fiquei curiosa. O problema é que, também como a Cíntia, minha lista de livros sem ler alcançou o número 104, portanto, preciso me controlar nas compras. hehe
Adorei a resenha.
Beijos

Julia G disse...

Lu, nunca tive coragem de olhar do que se tratava esse livro porque achei que era muito tolo. E pelo jeito é, mas achei interessante, do mesmo jeito.

Beijos

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea