quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

#91: O céu está em todo lugar (Jandy Nelson)

Postado por Luciana Mara às 22:02:00

Informações:
Título: O céu está em todo lugar
Autora: Jandy Nelson
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 424

Comentários:
Este foi meu livro do Clube das Chocólatras (que agora não tomam chocolate gelado e sim comem pizza ) de janeiro, escolhido pela Fernanda.
---------
Lennie Walker, de 17 anos, estava terrivelmente triste. Sua irmã mais velha e melhor amiga, Bailey, teve uma arritmia e morreu repentinamente enquanto ensaiava Romeu e Julieta. Bailey era esperta, inteligente, linda e dedicada, era o sol de Lennie e agora ela tinha ido embora, ido para nunca mais voltar. Não foi como a mãe que, há 16 anos, havia deixado as duas filhas com a avó para poder explorar o mundo. Sua mãe abandonou-as por opção, era um espírito inquieto.

Agora, junto da avó, uma senhora doidinha que adorava trabalhar no jardim, e seu tio Bing floricultor/maconheiro/cientista doido/divorciado quatro vezes, Lennie só tentava sobreviver. Ela só queria entender como todos que conhecia agiam normalmente, enquanto ela e o que restou da sua família estava em pedaços. Ela não queria abandonar a memória da sua irmã e todos os seus pertences. Lennie queria sentir o cheiro da irmã, lhe contar coisas.

Mas, infelizmente, a vida seguia. Na escola todos os alunos a olhavam com cara de piedade, menos o garoto novo, aquele que estava deixando todas as meninas alvoroçadas: Joe Fontaine. Assim como Lennie que tocava clarinete, Joe fazia parte da banda de música do colégio. Diziam que ele tocava maravilhosamente bem. Lennie dava para o gasto, tinha potencial, mas não tinha tentado disputar uma vaga na primeira cadeira da banda. Ela era apagada, Lennie sempre se escondia na sombra da irmã.

Lennie e Sarah, sua agora única amiga, discutiam sobre o garoto e como a Rachel, a chatinha da escola, parecia dar mole para ele. Mas Lennie não devia se distrair, ela deveria sentir dor, apenas dor pela perda.

E quem sentia esta dor e a consolava era Toby, o ex-namorado de Bailey. Vira e mexe os dois estavam juntos e algo estava surgindo. Ela se sentia segura e sentia Bailey quando estava com Toby, mesmo que o que ela estava fazendo estivesse errado. Ela não poderia se envolver...

...principalmente porque o Joe gracinha estava sempre lá para alegrar seu dia. O garoto-músico foi se aproximando de Lennie e já era considerado parte da família. A garota que estava começando a viver por si mesma tinha que crescer e aprender a aparecer.

Mas e Toby? Como ficaria aquela relação estranha entre eles? O que Bailey acharia daquilo, no lugar que estivesse? Era traição? E Joe-fofo? Descubra o que acontece em O céu está em todo lugar.
------
A primeira coisa a se falar é: o livro é MARAVILHOSO! A história é legal, gostei, me envolvi, mas maravilhoso no sentido de um dos livros mais bem-feitos que já li. A capa é texturizada, mais grossa que o normal, as letras são azuis e o livro é recheado de bilhetes, conversas e lembranças que se assemelham a papel rasgado, porta, casca de árvore entre outros (que têm um significado fofo no final!). A letra da Lennie parece com a minha.

E antes que venham com pedras na mão dizendo: “como você não achou a história maravilhosa?” eu explico. Até a metade, o livro não me empolgou. Ao contrário da maioria das pessoas que criticam a protagonista, eu não a acho chata. Poxa, a irmã dela morreu! Eu bem sei como é perder alguém tão próximo assim. É preciso muita força para superar. Eu não achei a história maravilhosa porque, até um terço do livro, faltaram acontecimentos. Esta parte centrou APENAS na dor, fora um ou outro ‘oi’ para outro personagem. Isto me incomodou. Apesar de ser estranho ficar naquela safadeza toda depois da irmã morrer, principalmente com o ex da falecida, foi a partir dessa hora que empolguei. 

Os personagens são ótimos. Joe é um fofo sem tamanho! Achava graça toda vez que ele chamava a Lennie de John Lennon. A avó e o tio maconheiro maníaco por casamentos deram uma leveza e uma parte cômica à história.

Essa é uma história de crescimento e até ‘renascimento’, pois o objetivo era Lennie seguir em frente e aprender a se destacar, a aparecer. Porque convenhamos, suportar se torna menos difícil com o tempo, mas é impossível superar uma perda. 

Achei legal de não darem um final cor de rosa para... SPOILER: o fato da mãe dela não ter aparecido, por exemplo! FIM 

E se eu não tivesse lido O Morro dos Ventos Uivantes, ficaria tentada a fazê-lo. Este é um livro que acompanha Lennie durante boa parte da história, e o conflito/amor da Cathy e do Heathcliff serviram de exemplo para garota em várias situações. Quem não leu ainda, leia! (Já perdi a conta do número de YA que citam este belíssimo clássico - e também não YA: Tem em Um dia também).

Eu não sei se fiquei com altas expectativas ou se estou ficando chata demais. Começo a comparar um livro que eu gostei com um que amei e saio tirando décimos a doidado... 

De qualquer forma, recomendo!
-0,3 

26 comentários:

Cíntia Mara de Castro Ribeiro disse...

Também não gosto de livros em que nada acontece. Lerei este em breve, provavelmente ficarei incomodada pelo mesmo motivo que você. Mas 3,7 nem é ruim, é quase 4, então tá bom, rs.

carissavieira disse...

Uma das minhas próximas resenhas. Achei esse livro um dos mais lindos - no sentido dos bilhetes, do papel etc -  que li. A história me prendeu, eu realmente consigo entender a Lennie, mas concordo com você ao citar a falta de acontecimentos no início. Mas valeu cada minuto de leitura.

Beijos!

samyra aquino disse...

O trabalho todo realizado no livro me deixou completamente louquinha por ele, porém o medo que sinto por me decepcionar com a história me deixou um pouco receosa. Sinceramente não aceitaria muito bem o fato da protagonista estar se "engraçando" com o ex-namorado da falecida irmã. Poxa vida, isso não se faz nem quando a pessoa está viva, imagina quando ela morre. É, a história parece ser bem legal, mas sou bem "preconceituosa" nesse sentido. E é por causa disso que tenho medo de ler o livro e odiá-lo. :x
Tua resenha ficou muito boa e não acho que estejas ficando chata demais por tirar alguns décimos, viu? HAHAH

Beijos,
@umalimonada - http://samyaquino.blogspot.com

LucianaMara disse...

Num é?
Quase 4!

Eu acho que você vai se irritar com a safadeza da Lennie com o x-cunhado. =P

LucianaMara disse...

Eu também acho que valeu, só queria ter conseguido me envolver mais....

LucianaMara disse...

kkk...
Obrigada! Eu começo a comparar os livros daí saio tirando nota a doidado.

Eu também achei um absurdo a Lennie ficar se agarrando com ex da irmã. Mas não deixe de ler por isso não. O Joe e a fofura dele compensam.

nandaassisbh disse...

Ei Lu,

Ah você ta chata demais, o livro é tãoooooo lindo . Eu me incomodei mais com os amassos dela no ex da irmã do que com a parte em que "não acontecia nada" rs. 

Mesmo assim adorei a resenha, divertida como sempre.  E para mim isto é 4, estou ignorando o 0,3 hehehe

Joe aiai que saudade dele. ^^  

bjos

NinaTavares disse...

Oi Lu!

Toda vez que entro em uma livraria fico com esse livro na mão, olhando o trabalho lindíssimo que foi feito nele. Capa, diagramação tudo é muito lindo. E não há uma resenha dele que eu leia que não seja elogiosa.
Agora só falta o banco aumentar o limite do meu cartão, para que eu possa gastar mais em livrarias e assim poder comprar mais esse livro. Simples!

B-jussss! ♥

Luciara disse...

ei Lu,

ainda não li esse livro, mas quero ler.
Sabe que adoro juvenis e esse me parece ser fofo. Espero não me sentir incomodada com todo o sofrimento que a protagonista só sabe demonstrar, hauahauaha. 
Espero que ela fique com o Joe, kkk.
beijos.

Marcia Desiree Gontijo disse...

Oi Luciana,

Tenho este livro e ainda bem! Tão bem recomendado, iria  burlar a abstinência de comprar. 
Muita expectativa.
Beijos

Letícia Iauch disse...

Ei Lu!

Quando li que a irmão dela morria, já pensei que eu ia amar o livro. Calma! Não que eu goste de ver os personagens morrendo por aí, à torta e à direita.  É que gosto de livros tristes (sou meio masoquista sabe, gosto de chorar vendo filmes ou lendo livros kkkk).
Mas aí logo pensei que teria essa parte do livro que você falou, na qual seria quase que uma monotonia, dedicado só a dor que Lennie está sentindo...
Então cheguei à conclusão de que ao envés de AMAR eu vou apenas GOSTAR MUITO desse livro. Porque eu vou ler, sua resenha me deixou empolgada!
Outra coisa que vou fazer é ler O Morro dos Ventos Uivantes, pelo visto não há como NÃO ler ele algum dia haha

Bjoos'
Lets

Bruna M. Silva disse...

Ei Lu, ainda pretendo ler esse livro nesse verão viu... quero ter mais ânimo, que a coiasa anda meio Down. hahahaha

Beijocass!!

Julia G disse...

Ai Lu, quero tanto esse livro! Peninha que não posso comprar nada agora, senão...
A história parece fofa, delicada, e acho que também entenderia essa dor da Lennie. E óbvio, não poderia deixar de faltar aquela paquera literária, né?

Beijos

Adriana Goettems disse...

Oi Lu!
Voltei a ativa nos comentários ô/
Sabe que eu também tenho  a mesma impressão que vc sobre o livro, achei que é bom, mas não é tuuudo aquilo! Achei algumas atitudes da Lennie bem desnecessárias e incompreensíveis e, apesar de não terem dado um final cor de rosa para o tema que vc citou, achei que aquilo tudo ficou meio solto na história e não teve muito sentido no geral. Mas enfim, com certeza é um livro (fisicamente falando) muuuuuito lindo *-*

Beijos
Adriana - Mundo da Leitura

Rafaelle Vieira disse...

Oi Lu! Li esse livro a pouco tempo e também achei o livro lindo, gostei da história também, mas aquela relação super estranha da Lennie com o Toby me incomodou bastante. O Joe é apaixonante!
Beijos.

Rafa{Fascinada por Histórias}

Nataly Gonçalves disse...

Eu lembro que tb fiquei muito incomodada por ela ficar agarrando o ex-cunhado, mesmo que vc sente falta da pessoa supõe-se que vc vira amiga da outra pessoa que tb está sofrendo e não ficar agarrando, mas cada um tem um jeito de agir.
Mas gostei do livro ( parte gráfica) e da história e como vc citou no spoiler, uma final nada cor de rosa.

Beijinhos

thanny disse...

Esse livro é muito amor <3 Lendo sua resenha, acho que ele se tornou meu favorito porque me identifiquei na estória. Não achei a protagonista chata, só não gostei dela ter o Joe super lindo e ficar nessa pegação pra se consolar com o Toby, mas faz parte. No começo eu colei post its em praticamente todas as páginas, queria quotar tudo HUAHAUHAUHA Chorei de rir quando ela disse que Heathcliff deve ser o maníaco das ereções :') Enfim, bom ver um ponto de vista diferente.

Beijos,
whosthanny.com

kellenbaesso disse...

Joe Fontaine é muito amor! Fofo demais, também achava lindo e engraçado quando ele a chamava de John Lennon. Aiai, já estou suspirando pelo Joe de novo. O trabalho feito no livro é excepcional. É realmente muito lindo!!
Eu gostei muito do livro! 
Beijos

Belieber do Justin disse...

Eu gostei muito desse livro, a resenha ficou otima, sem spolier, mas que me chamou a atenção a história do livro, adorei, agora eu TENHO que ter esse livro HADUSHADUSHADUS Eu to seguindo, passa la no blog? Se quiser seguir e comentar pode tá? HADUSHADUSHADUS

LucianaMara disse...

E o paquera é muito fofo Julia! Você vai gostar ;)

LucianaMara disse...

Ehhhh \o/
Finalmente alguém que concorda comigo.
Também acho que algumas coisas ficaram soltas.
É fofo, bonitinho mas eu esperava mais.

LucianaMara disse...

Eu também não gostei dessa pegação do ex-cunhado, mas foi a partir deste rolo que a história me empolgou.

Você só decidiu que era favorito depois que leu a resenha? o.O

A do Heathcliff foi boa mesmo...rs

Bjins

LucianaMara disse...

Ele é fofo mesmo, gêmea!
Eu não sei se perdoaria se estivesse na pele dele.

Quando ele pegou a Lennie da situação constrangedora e deixou o papel com a música no chão, cortou meu coração.

Bjins

LucianaMara disse...

É só aparecer por 9,90 na Leitura que este problema se resolve =p

LucianaMara disse...

Huahauha...
Eu sei como é quando a gente tem que ter alguma coisa.

Vou passar lá! ;)

Bjins

Caline disse...

Nossa faz séculos que eu não passo por aqui (coisa mais feia Caline), as coisas estão tão corridas ultimamente, mas enfim...

Desde que esse livro foi lançado estou super curiosa para lê-lo, já vi até uma blogueira no twitter falando que ia largar o livro porque não aguentava mais chorar, rsrsrs. Adoro livros  dramáticos, mas de um jeito não exagerado é claro.

Minha irmã leu, amou, mas não chorou, e você??

Me diz uma coisa, só eu não gosto de O Morro dos Ventos Uivantes??? Não suporto esse livro. Heathcliff é doido de pedra, Deus me livre.

Beijos, Caline
Mundo de Papel

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea