sábado, 5 de maio de 2012

#100: Perdida (Carina Rissi)

Postado por Luciana Mara às 17:04:00

Informações:
Título: Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo
Autora: Carina Rissi
Editora: Baraúna
Número de páginas: 472

Comentários:

Assim que ouvi, no clube do livro, a Márcia falando sobre este livro, vi que estava perdida. Eu PRECISAVA ler Perdida. Trocadilho idiota.
---------
Sofia é uma mulher super independente e ligada à tecnologia. Ela trabalhava em um escritório e só aguentava os desaforos do chefe porque aguardava o momento que ele se aposentaria e ela ficaria com sua vaga.

Ela vivia sozinha desde que os pais morreram em um acidente de carro, e sua única amiga era Nina, que namorava o Shrek Rafa. Eles até tentavam arrumar um namorado para Sofia, mas ela dispensava todos os rapazes. Estava bem assim, não queria sofrer por mais nenhum homem, porque é claro, ela já tinha se apaixonado uma vez e o desfecho não tinha sido nada legal.

Em uma destas saídas com o casal, Nina conta seus planos para futuro, e mesmo não sendo totalmente favorável a eles, Sofia toma um porre com a amiga em comemoração. Então, ela precisou ir ao banheiro e ploft! Seu celular resolver nadar no vaso sanitário.

Na manhã seguinte, com ressaca nível 6 (sendo que este nível varia entre 1 a 5), Sofia decidiu que precisava comprar outro celular, porque é claro ela não tinha metido a mão na privada do bar para resgatar o telefone. Vestiu uma camiseta, uma saia e calçou seu par de All Star vermelho momento merchan e entrou na primeira loja que encontrou. 

Sofia se deparou com uma senhora de idade muito solícita em uma loja completamente vazia, que ofereceu a ela um aparelho único e especial por uma pechincha. Claro que, de boba ela não tinha nada, e comprou o aparelho. Saiu da loja, e já em uma pracinha em frente foi ligar seu novo bebê. Foi quando apareceu uma luz branca do celular, ela tropeçou e tudo sumiu.

E de repente, viu um homem em um cavalo vestido com roupas estranhas. Onde ela estava? Estava tendo um desfile? Porque tinha alguém andando a cavalo na rua? Eram algumas de suas dúvidas. E quando o rapaz se ofereceu para ajudar, falando de um jeito pomposo e achando estranho o fato dela estar andando praticamente nua por aí (saia curta=nudez), Sofia teve certeza que: a) ela estava ficando louca ou b) era alguma pegadinha.

Aos poucos ela teve que aceitar: não sabia como, mas tinha ido parar em 1830.

Ela aceitou ficar na casa de Ian Clarke, o jovem cavalheiro, porque não tinha outra saída. Ele era atraente, rico e vivia para educar de sua irmã caçula, Elisa. Parece ser um jovem com boas intenções, principalmente se levarmos em conta que ele aceitou cuidar de uma mulher desconhecida que pensou ter sido vítima de um assalto (e por isso ela estava praticamente nua na rua). 

Enquanto tentava se acostumar com os costumes da época, já que não tinha outro jeito, Sofia começou a receber ligações e sms daquela velha safada que a tinha enviado para 1830, uma época sem internet (comentário pessoal: eu morreria)! A senhora dizia que ela tinha que procurar uma coisa para conseguir voltar. 

Se havia chances de volta, Sofia tinha que correr atrás dela. Assim, se fingiu de desmemoriada e pediu que Ian a ajudasse. Ela só não esperava que a coisa que ela precisava encontrar estava mais perto do que imaginava.

Como a história termina, descubra em Perdida.
---------
Em uma palavra: adorei! Este é um daqueles livros de quase 500 páginas que você devora tão rapidamente que parece ter apenas 100. 

Os personagens são cativantes e há várias partes cômicas, principalmente quando se trata de Sofia tentando entender como funcionavam as coisas naquela época, como por exemplo, não ter um banheiro decente, e de Ian tentando entender as gírias de Sofia. Eu simplesmente amava quando ele conseguia usar uma gíria que aprendeu com ela em uma de suas frases.

E por falar em Ian... Piriguetei geral! Ele é O Legítimo Cavalheiro. Penso que, no geral, os homens caíram muitoooo de nível. Valeria a pena inserir um pouco do Ian em cada um (Léo, você não precisava não, ok?! Já passou no meu teste de cavalheirismo. Oh sorte a minha... Coisas de noiva apaixonada). 

O final foi fofo, exatamente como eu esperava. SPOILER: Não sei se eu sobreviveria sem energia elétrica (ou seja, chuveiro com água quente, televisão e INTERNET!), mas por um tipão como Ian, com certeza teria coisas melhores para fazer do que ver televisão.FIM

Minha única crítica é: que qualidade ruim esta da capa, heim Baraúna? Não tinha uma imagem com melhor resolução, não? #momentodesabafo

E já adianto: se você buscar este livro pelo lado histórico, vai se decepcionar. Este é um romance, apenas isto. Mas se você busca um romance, como era meu caso, caia de cabeça meus amigos, porque ele é uma delícia.

Aos românticos, recomendo!

36 comentários:

Felipe Fagundes disse...

"Sofia começou a receber ligações e sms daquela velha safada que a tinha enviado para 1830" kkkkkkkkkkk

Livro diferente do que ando lendo ultimamente. Me pareceu muito engraçado, como toda história de volta no tempo é. Pela sua resenha já deu pra sacar tudo, e nem preciso ler o spoiler pra saber do que se trata. BEM clichê.

Engraçado que o livro tem trocentas páginas e deve ser leve, leve! rs

Assim, parece uma história bonitinha, mas de vento. E 500 páginas de vento é muita coisa! Estou curioso pra ler as cenas de romance... Humn, não se quero ainda. Estou em cima do  muro, mas sua resenha está hilária! rs

PS: Eu pegaria meu celular se ele tivesse caído numa privada o.O

Felipe Fagundes disse...

PS: A capa parece ser tão bonita na internet...

Marcella Jordanna disse...

Adooorei esse livro também, não tem como não soltar boas gargalhadas com ele. E (glória) alguém que também achou a qualidade da caba horrível. Achei que fosse a única. 

Não lembro quem indicou, mas a Márcia já leu ele pelo Clube né? Outra que gostou (:

E não me diga que seu noite chama Leo, Lu KKKK O meu Leo mal aguenta minhas piriguetagens literárias (que olha, tá entrando na casa dos 20). Coitado dos dois...

Beijocas.

Carissa Vieira disse...

Adorei você chamando a velha de safada.
 
Sou louca pra ler esse livro e sua resenha fez parecer maravilhoso.

Beijos.

Camila Araújo disse...

Own! Adorei.
Pela capa eu num tinha me inspirado a ler nem a sinopse desse livro, mas a resenha está super engraçada e eu adoro romances bem levinhos, então, lá vai mais um pros desejados.
Ok. Um cavaleiro de capa e espada usando gírias do século XXI? Essa eu realmente quero ver!
Bjs.

Andrea disse...

Eu ganhei esse livro de uma amiga e sinto tanto não ter amado quanto ela... Ela AMOU com letrinha néons piscantes. Tanto que me fez lê-lo me enviando um exemplar de presente. XD
Achei divertido, mas não foi 5 estrelinhas e 1 coraçãozinho.E ufa, não fui a única que ficou incomodada com a capa! Fora que na minha edição, o plástico ainda começou a soltar. :(

Elisa Braga disse...

Deve ser engraçado, mas me pareceu uma versão ao contrário de Kate & Leopold. A história é bem semelhante, com diferença de que quem vem para o futuro é o cara. Durante muito tempo namorei esse filme (hello, Hugh Jackman!!!!!), mas nunca tive a oportunidade para vê-lo. Aí certo dia consegui assistir inteiro na Sessão da Tarde. E me decepcionei. Achei tão machista!!!!! Não gostei do jeito como os homens e a vida de antigamente são romanceados nesse filme (do jeito mais clichê possível!). Acho sim, que os homens deviam ser mais cavalheiros, mas não duvido nada que os de antigamente fossem igualmente cafajestes. Por que a mulher não pode ser feliz no amor E na carreira? Por que se a carreira estiver mais ou menos bem ela tem que desistir de tudo porque "antigamente era muito mais tranquilo"? É subestimar a inteligência do público feminino!

Mesmo assim, adorei sua resenha! Morri de rir com a "velha safada" #floradafavoritafeelings

Marcia Desiree Gontijo disse...

Oi Lu!!!
Você leu mesmo danada! e gostou como eu gostei. O Ian é 10, dez gramado de fofo e totoso. 
Beijos! 

Luciana Mara disse...

Li menina!
Devorei em dois dias.

Huahuauhauauhauha...
Eu AMO alface. Exclui aquela informação da minha cabeça.
Pensei no sabugo, rs.

Bjins

Luciana Mara disse...

Esta história em não conheço, mas só de ter o Hugh me interessei, rs.

Eu também acho que eram cafajestes. Só pensar no tanto de filho bastardo que este povo tinha.
Talvez a palavra certa seja educados. Aquela gentileza de abrir a porta, deixar a mulher passar na frente e estas coisas.

Naquele tempo as mulheres não tinham carreira, né?! O negócio delas era só bordar e até que  a Sofia mudou um pouco isso.

O velha safada era para estar riscado, mas eu esqueci. Já que o povo gostou, fica assim...kkk

Bjins

Luciana Mara disse...

Eu achei bem divertido também e dei 4,5 estrelas por causa disso, porque não consegui largar até terminar a história.

O vermelho do tênis é todo borrado.
Vishhh... o seu ainda ficou numa situação pior que o meu.

Bjins

Luciana Mara disse...

Eu acho que você vai gostar Miloca, rs.
É... Cavalheiro, sem a espada, rs. É super divertido!

Bjins

Luciana Mara disse...

Ele é divertidíssimo Carissa!
Só tem que lembrar que a parte histórica dela é bem fraca.

Bjins

Luciana Mara disse...

Nada... Tô contigo!

Leu!
Foi lá que eu pensei: eu PRECISO ler!

A gente leva os dois no papo, né?! kkk

Bjins

Luciana Mara disse...

O safada saiu sem querer. Escrevo besteira até quando não quero, rs.

É bem clichê mesmo. 

Mas a letra é grande e o espaçamento também. Li em dois dias +/-.

E é de vento. Eu marquei 5 partes de romance que amei!
A química do casal é ótima!

ps.: eu também, se conseguisse uma sacola para colocar a mão.

Luciana Mara disse...

Como diria a minha irmã, ela é estourada.
Parece que esticaram a imagem, sabe? ela ficou toda borrada.

carina disse...

OI, Luciana!!

Que delícia de resenha! Adorei a irreverencia e seu modo de ver a história!! *velha safada  e piriguetei grral foi TDB!! XD*
Obrigada, lindona!

Beijão!!

Carina Rissi
www.carinarissi.com.br

carina disse...

 Oi, Marcia!! Obrigada por indicar o livro, lindona!! Voce é demais! S2
Beijão

Carina Rissi
www.carinarissi.com.br

Viagem Literária disse...

Ei Lu,

Velha safada? hauhauhau coitada rsrsrs.
Ah eu também fiquei doida para ler depois do clube do livro, está na minha lista de desejos.
Mas a capa está péssima mesmo ne? Na foto parecia lindo, mas quando vi de perto aff.

beijos

Caline disse...

Oi Lu, esse livro está na minha lista de desejados faz um tempão, acho que até agora só li um comentário não tão positivo sobre ele.

A editora deveria caprichar mais principalmente porque o livro é um sucesso. Essa falta de cuidado, principalmente quando encontro erros de ortografia ou de tradução desestimulam bastante.
Espero lê-lo em breve.

P.S.: Já começou a ler Química Perfeita?

Xero
Caline

Rafaelle Vieira disse...

Oi Lu! 
   Há muito tempo estou de olho nesse livro, morro de vontade de lê-lo.  Essa história me deixa louca de curiosidade, mas ainda não tive a oportunidade de comprar o livro.  Adoro romances históricos e tenho certeza que vou amar Perdida  mesmo que o lado histórico deixe a desejar.  Tenho certeza que o Ian vai prender totalmente a minha atenção! :D
   Beijos.

Rafa{Fascinada por Histórias}

Aline disse...

Oi Luciana!! Perdida é simplesmente marabilhoso! Do começo ao fim a Carina nos cativa com várias passagens engraçadas e com trechos romanticos!!

AMEIIIIIIIIIII!!!
Beijos
Line
http://www.viciodemenina.com.br/

Luciana Mara disse...

Eu me diverti bastante também.
O romance é mesmo uma graça.

Bjins

Luciana Mara disse...

Rafa, disso eu não tenho dúvidas, rsrsrs.

Luciana Mara disse...

Eu também acho.
Mas felizmente o problema fica só na capa. Eu não achei erros de ortografia não (ou estava muito empolgada para reparar).

Nada... A Lu esqueceu de leva-lo para Nanda me entregar, acredita?

Bjins

Luciana Mara disse...

rsrsrs.
Fico feliz que tenha gostado da resenha, porque eu adorei seu livro *.*

Bjins

Luciana Mara disse...

Ahhh... Fala que, inicialmente, você não teria vontade de matar a velha por ter te levado para 2 séculos antes?

Tudo borrado, rs.

Bjins

Letícia Iauch disse...

Ei Lu!

Ah, eu adorei a capa! (Pena que você disse que tem a qualidade ruim, porque a imagem é muito bonitinha...)
Nunca tinha ouvido falar do livro, e achei a história bem interessante, do jeitinho que eu gosto.
Mais um pra listinha... kkkkkkkkkk

Bjoos'
Lets

Cacá SS disse...

Oi Lu, 
Vou começar com uma confissão: já tinha visto esse livro por aí mas nunca me interessei muito nem em ler a sinopse nem resenhas dele. Aí eu leio a sua resenha e me encantei com a história! Lá vai pra lista de desejados, hihihi 
Beijos 

liliansilva disse...

Olha, só a sua resenha pra me fazer ter vontade de ter esse livro. Pela capa, imaginava algo completamente diferente (e eu ando meio que com medo de ler livros nacionais, porque eles sempre vem com talifãs embutidos, quando o próprio autor não é talifã de si mesmo). Mas com esse título, vou reconsiderar... rs.

Bj!

Cíntia Mara disse...

Eu ia ler Perdida para o DL, mas acabei comprando outros dois livros de viagem no tempo que não têm nada a ver com ele. Acho que passou minha vontade de ler pra ontem, então vai ter que esperar.

Li o spoiler e fiquei pensando "ué, cadê?". Depois que fui entender... Mas é meio óbvio, né?

Bjos

Cíntia Mara disse...

quando o próprio autor não é talifã de si mesmo  Melhor comentário.

kellenbaesso disse...

Sabe que eu sempre tive vontade de ler esse livro, agora mais ainda. Não sabia dessa situação da capa, que chato. É tão bonita.  Espero poder ler em breve. ;)
Beijos

nandacor disse...

Sabe que eu não curti muito esse livro? Tem umas passagens ótimas (MORRI com a história da casinha, ahahaha), mas achei meio forçado o enredo...

O Ian era perfeitinho demais, me irritou às vezes com tantas virtudes. Cavalheiro, educado, compreensivo, amoroso, gentil, bla bla bla... (e ainda por cima macho e com A PEGADA)... ah, não me convenceu. Cadê os defeitos? Perfeição demais enjoa (pelo menos pra mim).
E não fui com a cara da protagonista - me irritei com jeito dela, com o fato de que ela quem foi pro passado, mas esperava que os outros é que se adaptassem aos costumes dela (saia curta, chamar pelo primeiro nome na maior intimidade, etc).  Não me convenceu que as pessoas tenham gostado dela e aceitado o seu comportamento, ao invés de achá-la simplesmente uma doida varrida. E ah, sei lá, não sei explicar, não fui com a cara dela e pronto. E acho que uma coisa fundamental num livro é simpatizar com os personagens, então já viu né. ..Mas, finalmente, acho que o que menos gostei foi que não pareceu que eu estava lendo um livro brasileiro. Eu sei que a autora inclusive comentou a questão da escravidão e que não quis colocar no livro... eu compreendo perfeitamente, mas pessoalmente não acho que tenha ficado bom. E nem foi só esse ponto, foi um todo: parecia que eu estava lendo uma história que se passava num vilarejo na Inglaterra ou outro lugar assim, e não no Brasil colonial. Os costumes, o jeito de falar,  a descrição dos ambientes, paisagens... sei lá, não me convenceu. Achei meio fake. Eu pensava em livros clássicos da nossa literatura (ou mesmo novelas e filmes que tem aos montes) que falam desse período, e simplesmente não casa, as descrições do livro tem pouco a ver.Enfim. Mas eu sei que sou a do contra aqui, pq a maioria das pessoas gostou do livro. Talvez eu seja mesmo cri-cri demais, mas fazer o quê, não achei mesmo tão legal assim...! ;)E, sobre o SPOILER: Pra mim, ficar sem eletricidade e etc é o de menos... eu só pensei em ter filhos e PARIR SEM ANESTESIA, à moda antiga. Isso sim é tensooo! Husahauhs....Bjos!

LucianaMara disse...

Ei Nanda!

Eu AMO os bad boys, mas não resisto aos perfeitinhos (acho que sou meio piriguete e gosto de tudo mesmo). Eu achei o Ian um fofo.

Nisso eu concordo. Eu acharia a Sofia uma doida de pedra. Mas tentei me colocar na situação dela e acho que eu surtaria também.

Realmente, o livro não parece que se passa no Brasil. Ele é muito, muito fraco na parte histórica. Mas como me prendi ao romance, eu gostei.

Mas é bom não agradar a todos. Assim o autor tem sempre como objetivos inovar para tentar agradar mais pessoas num próximo livro.

kkkkkkkkkkkkkkkk...
Doeu só de pensar.

Bjins

Anna disse...

O livro é extremamente envolvente! Trás ao leitor muitas emoções. Posso dizer que teve uma ou duas cenas que chorei. Mas teve outras que me surpreendi e ri horrores. O final é perfeito! Recomendo muito para quem quer ler um bom romance.

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea