terça-feira, 24 de julho de 2012

#106: Souvenir (Therese Fowler)

Postado por Luciana Mara às 11:25:00

Informações:
Título: Souvenir
Autora: Therese Fowler
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 384

Comentários:
 Foi um parto para Saraiva me enviar este livro. A loja fez uma promoção maluca de R$9,90, vendeu todos e custou a repor o estoque.

Eu comprei, guardei e o esqueci, até que mais uma vez o Clube resgatou um livro cheio de poeira (metaforicamente falando) da minha estante.
-----
Meg Powell e Carson McKay moravam em fazendas vizinhas e viram a amizade infantil se transformar em amor. Era certo que eles se casariam, mas não foi isso que aconteceu.

Quase duas décadas depois, Meg continua casada com Brian Hamilton, o homem que lhe fez uma proposta de casamento irrecusável enquanto ela ainda estava com Carson. Este, por sua vez, se transformou em músico de sucesso.  

Meg administrava a casa, a bem sucedida carreira como obstetra e tentava cuidar da filha adolescente Savannah que estava se envolvendo em lances perigosos. Além disso, Meg acompanhava os registros no diário de sua mãe que tinha acabado de falecer. Ela lia coisas que gostaria de ter escutado de seus próprios lábios.

Tudo continuaria na mesma se Meg não fosse surpreendida por uma notícia bombástica e se Carson não voltasse para terra natal, onde estava organizando seu casamento com Val, uma surfista 17 anos mais nova que ele. 

Segredos do passado e do presente estavam assombrando aquele futuro-ex-futuro-sei-lá-casal. Como a história termina, descubra em Souvenir.
-----
Eu me preparei para chorar (comprei até um lencinho de bolso, mentira), me preparei para sofrer, mas isto não ocorreu. Acredito que isso não tenha acontecido porque faltou paixão. Para eu amar o livro eu teria que sofrer pela Meg. Se eu tivesse que defini-la em uma palavra com certeza seria: apática. Senti que faltou carisma, faltou SPOILER: vontade de viver, mesmo quando ela não sabia da notícia.

Aquela Meg adolescente pode ter sido responsável por destruir corações, mas a Meg adulta é sem sal. Acredito que esta pode ter sido a intenção da autora ao mostrar o quando a protagonista de transformou depois da decisão que tomou, mas não posso ignorar que isso me incomodou.

Apesar disso, eu gostei muito da história. Isto só não permitiu que eu a favoritasse. #maniadeinvertarpalavras #viciadaemhashtagsnotexto #quemusaotwitterdiretomeentende

Para muitos leitores, acredito que a narrativa se dá de forma arrastada, mas eu gostei do ritmo. Este é aquele tipo de livro que te faz pensar nas suas decisões e quais as consequências delas, pensar no que é realmente importante e para o que vale a pena viver, e ainda olhar quem está a sua volta e valorizar cada pessoa e cada momento. Acho que para fazer estas reflexões era mesmo necessário que o desenvolver da história fosse mais lento.

E sem mais comentários sobre o segredo, sobre o reencontro e sobre tudo que acontece. Ao saber disso antes de ler você acaba com a história. O legal é realmente ir descobrindo aos poucos. 

Entre todos os livros que li, acho que este teve um final inédito! =X
Recomendo!
+0,4

Resenha vapt, vupt. 
Beijo, beijo, beijo... Fui!

20 comentários:

lereamar disse...

Lúú, tem sorteio lá no blog, não precisa comprar o livro q vai ser sorteado, hehe, e já guarda dinheiro pro casório ou pra casa... beijoooooo

Viagem Literária disse...

Ei Lu,

Eu amei este livro, chorei litros.
Engraçado que eu nem pensei isso sobre a Meg, eu tinha tanta pena dela pelo que ela perdeu da juventude que sempre torci muito a favor. 
A filha dela que eu achava um porre rsrsrs. 

beijos

Felipe Fagundes disse...

Até que você gostou bastante da história mesmo com a protagonista sem sal. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas já estou cansado de histórias assim (Assim = Li o spoiler rs). Nem quero pensar no final.

Mas, poxa, protagonistas sem vida são tão xoxos... A história morre pra mim com isso. Os personagens são os mais importantes!

kellenbaesso disse...

Eu tinha me interessado pelo enredo e tudo mais, mas só de pensar em acompanhar essa protagonista sem sal, já fiquei impaciente. hehe Ainda assim estou curiosa. Quem sabe quando ele estiver por 9,90 de novo eu compre. 
Beijos

Rafaelle Vieira disse...

Oi Lu! 
  A história é interessante e me deixou curiosa, mas não sei se esse livro me agradaria; acho que essa protagonista me deixaria entediada. Não gosto nem um pouco de personagens sem atitude, talvez algum dia eu me anime e leia!  ;)

Beijos.

Rafa{Fascinada por Histórias}

Miriam disse...

Vivo comprando nessas promoções, ainda bem que nunca passei por situações ruins com as lojas...
Regra: sempre comprar livros da Suma de Letras quando estiverem de promoção. Dá pra trocar por barras de ouro depois!  =XA capa é reflexiva, bem como a sinopse. Eu tive uma experiência com esse tipo de livro em Paixão e Liberdade, e não consigo separar a impressão de que a história é arrastada. Provavelmente o tal mistério é que iria encorajar  a leitura. 

Se ele entrar de promoção novamente, vou considerá-lo! 

LucianaMara disse...

Eu a achei sem sal, mas a história é ótima!
Se tiver promo, vale a pena o investimento sim ;)

LucianaMara disse...

Gostei, porque a história me prendeu.
Eu queria mais que tudo saber o que acontecia no final.
Mas o final é diferente... Acontece aquilo que você leu, mas... se quiser saber me pergunte que eu te conto.

Eu também acho, mas minha curiosidade sobre o que aconteceria me prendeu.
SE a personagem fosse mais vívida, com certeza seria um favorito.

LucianaMara disse...

Dê uma chance sim, porque apesar da apatia da protagonista, o livro é bem legal.

LucianaMara disse...

HAHAHAHA...
Ótima dica!

Foi o que aconteceu comigo.
Eu queria saber do desfecho. 

Isso ae!

LucianaMara disse...

Mas eu gostei bastante, só não consegui amar...

Ahhh... mas eu também quis matar aquela garota!O Savannah desmiolada. 

Karol Albuquerque disse...

Acho que sofro de adolescência tardia. Tenho extrema dificuldade para ler livros em que o protagonista tenha mais que 20 e poucos anos. - Exceção são as fantasias e a Nora Roberts.

Enfim, quem sabe um dia, né? 

Letícia Iauch disse...

Ei Lu!

Caramba, por R$9.90 eu compraria, ainda mais com essa capa linda! 
Acho que quando tem esse mistério, esses segredos sendo revelados, é difícil achar a leitura arrastada mesmo, dá uma vontadezinha de saber o que aconteceu, rs.
Ah, e eu gosto quando os livros trazem essas reflexões!

Bjoos'
Lets

Camila Araújo disse...

Protagonista sem sal não tem graça. A não ser em novela, que a gente pelas outras partes. =P

Só ganhando pra dar uma chance pra esse. ^^

Beijos.

Nataly Gonçalves disse...

Lu...eu perdi esta promoção por 9,90 por ser pão-dura e achar que estava gastando demais com livros hehehe. Sorte que tem ele aqui na biblioteca pública :)
 
Eu tenho muita vontade de ler esta história, só não sabia que a protagonista era tão sem sal assim...ai, não gosto de gente sem graça, acho que vou passar raiva lendo este livro, rs.
 
Beijinhos

liliansilva disse...

Ganhei esse livro em uma promoção da Suma há uma vida atrás! E lembro que gostei bastante. Não foi arrebatador, mas me deixou beeem reflexiva. 

A escrita da Therese é bem diferente. Achei que ela é mesmo mais fria, mas prefiro assim do que ter caído no dramalhão, e com um tema desses era fácil acontecer isso. O que achei é que a protagonista não foi apática. Pra mim, ela ficou entorpecida o tempo todo. E ela era médica, não era? Talvez por isso ela fosse um pouco mais fria em relação a doenças, também. 

Enfim, tenho uma boa lembrança desse livro. Foi uma boa experiência. rs

Bjs!

Cacá SS disse...

Oi Lu, 
Tem um tempão que eu li esse livro e sempre que me lembro dele me volta a sensação que eu tive quando li. Quase morri de chorar, e terminei a leitura morrendo de ódio da tal da Meg. Achei que ela foi egoísta e que escolheu a saída mais fácil #prontofalei #tambémtenhomaniadehashtags #viciadaemtwitter ;D 
Mas apesar da raiva que tive da protagonista durante o livro todo, ele é realmente muito bom! 
Beijos 

Caline disse...

Eu nunca me senti tão deprimida e pra baixo lendo quanto eu me senti com Souvenir. Acho que é por que desde o início sabemos que o final vai ser bem triste, que não tem jeito para as coisas e pronto. Além disso não consegui simpatizar com Meg, tive um ódio profundo dela por ter aberto mão de Carson. Não consegui terminar de ler mesmo faltando pouca páginas para o final. Tenho muita vontade de saber o que acontece no fim das contas, mas ainda não estou no clima para sentir toda aquela tristeza outra vez.

Beijos
Caline - Mundo de Papel

Julia G disse...

Oi Lu, para ser sincera, nunca tinha visto esse livro antes! Mas para ser sincera, acho que não me encantaria tanto pelo livro, exatamente por você ter citado que a protagonista é tão apática, acho que tenho mais paciência para as pessoas realmente ruins do que pras que não fedem nem cheiram.

Beijos

Carissa Vieira disse...

Não conhecia o livro, mas fiquei com vontade de ler. 
E essa do final inédito foi legal.

Beijos!

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea