quinta-feira, 2 de maio de 2013

#117: Roubada (Lesley Pearse)

Postado por Luciana Mara às 07:00:00
Informações:
Título: Roubada
Autora: Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 376

Comentários:

Este foi meu livro do Clube das Chocólatras de abril.

------
Enquanto corria pela praia com o cachorro do vizinho, David viu uma garota. Era loira, parecia bonita, mas estava com o rosto descascado, hematomas pelo corpo e quase morta. Não pensou duas vezes antes de prestar socorro.

Através do jornal, a esteticista Dale viu a foto daquela garota perdida, sem documentos e sem memória e a identificou como sua amiga Lotte, a cabelereira que trabalhou com ela em um cruzeiro há um ano. Elas eram super amigas, mas depois que uma tragédia aconteceu em um dos portos, Lotte se fechou um pouco e, após desembarcar, não manteve contato com Dale, nem com Scott (outro colega do cruzeiro). 

Juntas, elas (e mais alguns personagens secundários) tentam preencher as lacunas da memória de Lotte na tentativa de descobrir o que aconteceu neste um ano que ela ficou desaparecida.
--------
Ai,ai... Este livro foi uma roubada!
Não que a história seja ruim, é que faltou o tchan, sabe?! É uma leitura morna. Eu lia, lia esperando algo sensacional acontecer e nada! Acho que Garota Exemplar me deixou mal acostumada (Comentário para quem leu G.E.: Eu esperava que a Lotte fosse má também, só assim a história seria salva).

Achei algumas passagens desnecessárias e também que a escrita foi mecânica em alguns momentos. Alguns sentimentos foram exagerados, como ciúme da amiga, paixão inesperada e instantânea. Achei o final muito redondo, tudo dando certo para todo mundo, o que me incomodou. 

Pode ser que eu tenha um problema com esta temática. Li Quarto, onde uma mulher também é sequestrada e mantida refém, e também não amei (gostei da história ser contada pela perspectiva de uma criança de 5 anos, o que é bem diferente do que estou acostumada). Dizem que Identidade Roubada é muito bom, mas estou esperando meu estômago se fortalecer para lê-lo (dizem que é bem pesado, então ele tem que estar forte piada péssima).

E o grande motivo do sumiço da Lotte eu desvendei muito antes de tudo ser revelado. O que fez a leitura perder a graça (acho que eu e meio mundo desvendamos, porque era o único caminho lógico a seguir).

Mais do que o livro, achei mais interessante a pequena biografia e entrevista da autora apresentadas nas últimas páginas. Como a vida a maltratou! 

A grande vantagem foi saber que não gastei $$ com este livro, já que ganhei na bienal do Rio em 2011. #caradepau



15 comentários:

liliansilva disse...

Espero que os históricos dela sejam melhores... estou com Belle aqui pra ler, desde agosto. Eita pilha que não acaba nunca!

kellenbaesso disse...

Hahaha, pelo menos não gastou. Ótimo pensamento.
Eu não tenho esse livro e pelo jeito nem vou ter. Identidade Roubada eu ganhei da Nanda. Quem sabe eu pego esse mês, mas também quero ler Garota Exemplar. Aiaiai, tantas opções. hehehe
Bom, pelo menos é menos - repetição - um para a imensa lista de desejados.
Beijos

Viagem Literária disse...

Ei Lu,


Eu espero gostar mais do que vc, vi tanta gente falando bem deste livro quando lançou rsrsrs.
Identidade roubada é muito bem mesmo, vai fundo hehe. Acho Quarto até mais pesado, eu ficava arrasada pelas coisas que o menininho passou sem entender. Mas eu amei Quarto tbm então.... rss
Ah aquela bienal foi tudo, ganhando livro de hora em hora heheh
bjs

Camila Araújo disse...

Tenho ele na estante e ainda não li. Espero gostar mais do que você, Lu, mas não vou me surpreender se não gostar porque a NC faz umas sinopses e tem uns baba-ovo profissionais em enaltecer os livros e depois eles passam longe do que o "povo" diz.
Beijos.

Marcia Desiree Gontijo disse...

Oi Lú!


Gostei do trocadilho: O livro é uma roubada! Assuntos pesados tem que ter o momento propício, mas para nós que queremos sempre ler coisas boas, fica difícil aceitar. Haja paciência. Monotonia total!


Beijos

Sandra Mendes disse...

Nós bem trocamos figurinhas sobre, né, Lu?
O livro não é ruim, mas a história também não brilha pra gente.
É um típico filme de Super Cine... rsrs.


Beijos!

Nataly Gonçalves disse...

Oi Lu, eu gostei também de Belle que comprei esse livro na bienal do ano passado por causa disso. Espero gostar da história ou talvez a autora escreva melhor livros históricos e não seja boa com suspense.

Beijinhos

Luciana Mara disse...

Nataly, eu acho que a escrita mecânica me incomodou. Me emocionei muito mais com a história de vida da autora do que com a história que ela escreveu.
Depois quero saber sua opinião ;)
Bjins

Luciana Mara disse...

Exatamente!!!
Ainda bem que ganhei e não comprei, rs.
Bjins, San!

Luciana Mara disse...

E foi isso que aconteceu!
Queria ler Belle, mas agora nem sei mais se arrisco, rs.
Bjins

Luciana Mara disse...

E isso é o que mais acontece, viu Miloca?
Por isso eu tenho o rol de blogs que eu confio, que sei que vou gostar ou não do livro. Tem muita gente que só quer fazer propaganda positiva e não diz o que achou de verdade.
Bjins

Luciana Mara disse...

Hahaha... eu tb!
Mas a escrita dela não me conquistou. Bom saber que não fui a única, rs.
Bjins

Luciana Mara disse...

Nanda, mas isso é o que mais tem... HAHAHAHA


Quero saber o que você vai achar...
Leia logo! rsrsrs


Ahhh...foi mesmo.
Minha estante ficou bem mais feliz, rs.


Bjins

Luciana Mara disse...

Dois livros mais pesados...Depois vai ter que pegar um da SK para aliviar a cabeça...kkk


Acho mesmo este desnecessário, rs.


BJins

Luciana Mara disse...

Opaaa... quando ler quero saber o que o achou. Ver se ela escreve melhor histórico que contemporâneo.


Fala nãooo...

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário!
Deixe seu endereço para eu retribuir a visita ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

TOC Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea